Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Sindicato, "Homem Picanha" atingiu honra dos corintianos

Jogadores procuraram a entidade para que fossem tomadas providências contra o dançarino que disse namorar um atleta do time

iG São Paulo |

nullO Sapesp (Sindicato dos Atletas do Estado de São Paulo) emitiu nota oficial nesta quinta-feira afirmando que vai “interpelar judicialmente o Sr. Ademilson Silva, vulgarmente apelidado de ‘Homem Picanha’”. O motivo foi a declaração feita pelo dançarino de funk na última segunda-feira ao programa CQC, da TV Bandeirantes, na qual ele afirmou namorar um jogador titular do Corinthians há dois anos.

Leia também: Corinthians é bem cotado como futuro de Tevez em site de apostas

Na nota, o presidente da entidade, Luis Eduardo Pinella, tenta adotar uma postura anti-homofóbica em relação à polêmica, mas explica que o Sindicato foi procurado por alguns jogadores do elenco corintiano para que “tomasse providência acerca da defesa da imagem e honra coletiva dos atletas”.

Siga o iG Corinthians no Twitter e receba as notícias do seu time

“[O Sapesp] entende que a atitude de colocar em dúvida a opção sexual das pessoas, tem o efeito maléfico de discutir a sexualidade de forma debochada e preconceituosa. Incitando ódio àqueles que manifestam sua homossexualidade”, afirma.

Pinella diz que alguns jogadores que são “heterossexuais, casados e com filhos”, tiveram repercussões negativas junto às suas famílias e aos órgãos de imprensa depois das declarações do “Homem Picanha” e que, por isso, seria necessário que “tal fato passe da situação de ilação para uma situação de afirmação”. Não foram revelatos, no entanto, quais jogadores se sentiram ofendidos e procuraram o Sindicato.

“Em vista da honra e imagem coletiva dos atletas terem sido atingidas, o Sindicato dos Atletas do Estado de São Paulo, instado pelos atletas do Sport Club Corinthians Paulista, vem a público informar que estará ingressando com as medidas administrativas e judiciais cabíveis”, completa o dirigente.

Na prática, o que o Sindicato pretende exigir é que o “Homem Picanha” prove serem verdadeiras as informações por ele divulgadas. Segundo a nota, isso é necessário para que “os [jogadores] que são heterossexuais tenham o direito de reafirmar sua opção sexual”.

Entre para a Torcida Virtual do Corinthians e comente a polêmica envolvendo o "Homem Picanha" 

Leia tudo sobre: corinthianscqchomem picanhasindicato dos atletas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG