Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para ser titular, Deola precisa repetir feito de Marcos em 1999

Há 11 anos, camisa 12 virava ídolo e ganhava status de santo desbancando Velloso, titular incontestável até então

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861676226&_c_=MiGComponente_C

Deola vive uma excelente fase no Palmeiras. Perto de alcançar a marca de 20 jogos consecutivos, o goleiro vê, agora, a sombra de Marcos voltando a lhe assombrar. Se quiser continuar dono da meta palmeirense, o camisa 22 precisará repetir exatamente o mesmo feito que seu antecessor: Desbancar um verdadeiro craque.

Marcos chegou ao Palmeiras em 1992 e esperou muito para ter uma boa sequência de jogos. Disputou um amistoso no mesmo ano e só foi ter uma chance em 1996, em um jogo de Campeonato Paulista contra o XV de Jaú que já não tinha muita importância, pois o título do 1º turno já estava garantido. No mesmo ano, conseguiu uma sequência de quase 20 jogos e já foi até convocado para a seleção de Zagallo. Mesmo assim, ao voltar para o Palestra Itália, sentou no banco de reservas novamente e só foi ter uma chance três anos depois, em 1999, na Libertadores.

Já com Luiz Felipe Scolari no comando, Marcos passou a ser o dono do gol palmeirense em pleno clássico contra o Corinthians por causa de uma lesão de Velloso. O goleiro foi tão bem que foi eleito o melhor jogador da competição continental que teve o Palmeiras como vencedor e nunca mais viu o jogo entre os suplentes.

Velloso, que era titular incontestável até então, procurou um outro time depois de perceber que não teria mais chance na equipe paulista. Por experiência própria, Marcos sabe que pode ser vítima do mesmo ritual. Por causa disso, o goleiro afirma que já está preparado para ficar no banco de reservas caso seja essa a opção de Felipão.

"Sempre pensei que eu tinha de ficar no banco se precisar. O goleiro de time grande precisa se adaptar à pressão, pois sempre tem alguém no banco no mesmo nível. Por isso, eu deixo, qualquer que seja o treinador, optar por quem quiser como titular. Se ele quiser me deixar no banco para revezar com Bruno, sem problemas", disse Marcos, que completou.

"Vejo Deola como eu vi o Cavalieri. Passaram por testes, jogaram no B, foram emprestados e só agora tiveram uma oportunidade. O Deola precisava de uma sequência de jogos. Não ter isso é péssimo para um goleiro. A gente já esperava que ele ia ser bem falado quand tivesse uma boa sequência. Ele tem tudo para ser um dos grandes da história".

Deola mostra humildade quando é questionado sobre o assunto. O goleiro afirma que sabe que a pressão vai ser grande quando Marcos estiver à disposição de Felipão.

"O importante é saber que o Palmeiras tem um excelente goleiro e mais dois ou três querendo crescer. Do jeito que estou bem, ele vai ter de entrar e jogar bem. Vai ter que jogar melhor do que eu e com certeza vai conseguir. Mas ali na frente, se eu quiser entrar, vou ter que jogar melhor do que ele", disse ele em entrevista à Rádio Eldorado.

O camisa 22 trabalha há muito tempo para poder deixar Marcos no banco. Em entrevista concedida ao iG no dia 04 de outubro, Deola afirmou que encararia com naturalidade ver seu ídolo sentado entre os reservas.

"Um dia vai acontecer, pode ser daqui um ou dois anos. Não é uma coisa impossível. É uma coisa normal do futebol. Assim como eu vou parar e quem estiver no meu banco vai assumir. Tem de pensar com naturalidade. Se você sentir pressão por ver o Marcão no banco, você não vai bem. Se você estiver jogando, você tem de acreditar que você está preparado", afirmou.

O próximo jogo do Palmeiras acontece nesta quinta-feira contra o Atlético-PR. No último dia 29 de outubro, Marcos afirmou que deveria estar pronto em breve. Caberá a Felipão repetir a história e dar chance ao possível novo ídolo palmeirense ou adiar o dia em que São Marcos sentará no banco de reservas.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG