Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para selar favoritismo e se aproximar de vaga, Bayern recebe o Napoli

Missão dos italianos será complicada, pois os bávaros têm excelente retrospecto em casa

Gazeta |

O Napoli vai bem no Campeonato Italiano, em que ocupa a quinta posição, e também na Liga dos Campeões da Europa, ocupando a vice-liderança do Grupo A, mas nada demais se comparado às campanhas que o Bayern de Munique faz no Alemão, em que é líder, e na Champions, com dois pontos a mais que o time italiano. Para confirmar o favoritismo e seguir na boa toada, o time de Munique recebe o de Nápoles nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), na Allianz Arena.

Veja também: Confira a classificação da Liga dos Campeões

Em caso de vitória, o Bayern pode encaminhar de forma decisiva sua classificação para as oitavas de final da competição continental, já que decidiria a vaga jogando novamente em casa contra o Villarreal, lanterna do grupo.

Do outro lado do confronto, o Napoli tem a chance de assumir uma inesperada liderança do Grupo A se conseguir vencer o Bayern de Munique, nesta quarta-feira, dentro da Allianz Arena. Chegaria aos oito pontos, um a mais que os anfitriões.

O problema é que a missão de vencer o Bayern na casa do adversário supõe uma dificuldade muito grande. Com 33 gols marcados e nenhum sofrido nas últimas nove partidas disputadas dentro de casa, o time bávaro é considerado franco favorito para a quarta rodada da fase de grupo da Liga dos Campeões. Isso para a torcida, não para o lateral e capitão Phillip Lahm.

"Estamos muito bem nas competições, mas ainda não ganhámos nada. Sabemos que é preciso manter a concentração em todos os jogos e temos como nosso objetivo terminar o grupo em primeiro lugar. Amanhã vamos ver quem é o verdadeiro favorito do grupo", analisou Lahm, que também teve o jogo do Napoli: "Não dá para menosprezar um adversário bem posicionado no Campeonato Italiano e que também pode nos ultrapassar na classificação. Temos que entrar com tudo".

Sem Boateng, que fica de fora por duas rodadas, Rafinha permanece na lateral direita com Tymo no meio-campo. Depois de golear por 6 a 0 e 4 a 0 na última semana, o brasileiro coloca os pés no chão: "As partidas não vão ser do mesmo nível que essa contra o Napoli, que será muito mais complicada. Precisamos entrar concentrados e buscar o gol a todo momento".

Já o Napoli, que ficou só no empate dentro de casa contra o Bayern, confia no trio ofensivo formado por Hamsik, Lavezzi e Cavani para fazer a diferença. Além deles, uma novidade pinta no banco de reservas: o garoto Massimiliano Amendolla, que entrou de última hora na lista de convocados e fica no banco de reservas.

Para o técnico Walter Mazzari, o Napoli está em segundo lugar com méritos e esse é o momento certo de enfrentar o líder da chave: "Não somos favoritos, eu sei disso, mas se tem alguma hora certa de enfrentá-los é agora. Precisamos jogar tudo e fazer a diferença contra o Bayern".

Pela "morte em cada bola", Villarreal recebe o Manchester City

Ao mesmo tempo do embate entre Bayern e Napoli, o Villarreal recebe o Manchester City em El Madrigal, para uma partida decisiva pela quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Diante do Manchester City, o time espanhol luta pela vida na competição.

Na coletiva de imprensa promovida pela UEFA antes da partida, o técnico do Villarreal, Juan Carlos Garrido, foi claro quanto à possibilidade de classificação: "Esse jogo é nossa última chance, temos que jogar a morte em cada bola, porque é a única maneira de vencer um adversário difícil como o City e ainda brigar pela classificação".

Com três derrotas em três partidas, os espanhois ainda não somaram pontos, ao contrário do Manchester City, que venceu na Inglaterra e segue na terceira posição, com apenas quatro conquistados. Para o time da Terra da Rainha, uma vitória fora de casa pode dar a vice-liderança da chave.

Para a infelicidade de Garrido, desfalques não faltam para armar a equipe. Além dos brasileiros Nilmar e Marcos Senna, Rossi, Marco Rúben, Zapata, Cani e Camuñas não entram em campo, o que fará o treinador apelar para o garoto Joselu, que pouco atuou na temporada.

Já o líder do Campeonato Inglês com 28 pontos, três a mais que o vice-líder United, vai a Villarreal com o retorno do bad boy italiano Mario Balotelli, que ficou suspenso das primeiras três rodadas. O trio formado com Aguero e Dzeko promete agradar mais uma vez ao técnico Roberto Mancini.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG