Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Ronaldo, Neymar é o melhor do Brasil e se parece com Messi

Ao "Olé", Fenômeno compara o santista ao argentino, "o melhor do mundo bem à frente do resto"

Gazeta |

Ronaldo tenta se aproximar ao máximo de Neymar, até para contratá-lo como cliente de sua empresa de marketing esportivo. E o Fenômeno faz sua parte para já divulgar ainda mais o atacante santista: comparou-o a Messi, que, para ele, é "o melhor do mundo, bem à frente de todos os outros". 

"O Neymar é um grande talento, o melhor que temos no Brasil. Tem 19 anos e marca muitos gols. É muito parecido com o Messi", disse o ex-atacante em entrevista ao jornal argentino "Olé", mostrando concordar com Ronald, seu filho mais velho, que idolatra o astro do Barcelona.

"Eu queria ter dez anos a menos para jogar com Messi. Tem um talento impressionante, muita qualidade. Não é um centroavante e marca muitos gols. É o que o futebol tem de melhor: jogadores que marcam gols", elogiou o ex-jogador do Corinthians, tentando definir o que Messi tem de diferente.

"Uma técnica impressionante e uma posse de bola que é muito rara. Avança em velocidade e, a cada passo, dá um toque na bola. Isso dá um controle e uma mudança de direção em um só passo. É a grande diferença. Messi é como no ?Playstation': controla a bola bem perto do pé. Faz gols incríveis. Aqueles em que ele dribla toda a defesa são os que mais gosto", comentou.

Em relação a outros argentinos, Ronaldo também enalteceu um ex-companheiro no Timão ao citar atletas do campeonato local que aprecia. "Matías, que jogou comigo no Corinthians e não teve muitas chances. Vai se dar bem aqui", afirmou, lembrando de Defederico, emprestado ao Independiente até o final da temporada.

O Fenômeno ainda mostrou apreciar hermanos veteranos que conseguiram escapar das contusões, diferentemente dele. "Verón e Riquelme, sem contusões, são decisivos. E como vocês deixaram jogadores como Conca e D'Alessandro saírem?! O Conca foi determinante no ano passado no título (brasileiro) do Fluminense, é o jogador mais decisivo", comentou.

O ex-craque ainda aprovou a seleção argentina, apostando que enfrentará o Brasil na decisão da Copa América, em julho. "Brasil e Argentina têm talentos muito bons para os próximos anos. Vão ser protagonistas e estarão na final da Copa América", apostou, em crítica a Dunga. "Não gostei nada da seleção brasileira em 2010. Mas acho que há muita esperança no trabalho do Mano (Menezes)."

Leia tudo sobre: NeymarRonaldoSantosMessiBarcelona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG