Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Rivaldo, Roberto Carlos ¿confirma¿ que segue no Corinthians

Durante conversa telefônica, são-paulino pede ao rival: "não saia não, que eu quero jogar contra você"

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Ainda não é uma palavra oficial, mas o lateral-esquerdo Roberto Carlos afirmou nesta sexta-feira que permanecerá no Corinthians. O comentário foi feito durante uma conversa, por telefone, com Rivaldo, pouco depois da entrevista coletiva na qual o camisa 10 do São Paulo oficializou seu afastamento da presidência do Mogi Mirim.

Enquanto participava ao vivo de um programa de televisão, Rivaldo conversou brevemente com o ex-companheiro de seleção brasileira. Depois de algumas brincadeiras, o são-paulino perguntou: “você não vai sair do Corinthians não, né?”. E ouviu de Roberto Carlos “não, não vou não”.

Satisfeito com a resposta, Rivaldo manifestou a vontade de reecontrar o amigo pessoalmente em breve. “Não saia não, que eu quero jogar contra você”, afirmou. A primeira oportunidade para este encontro acontecerá no dia 27 de março, quando São Paulo e Corinthians se enfrentam pela primeira vez em 2011, pelo Paulistão.

Veterano sem medo

Durante sua entrevista, Rivaldo já havia citado, além de Roberto Carlos, o também pentacampeão Ronaldo. Questionado sobre um possível receio de passar pela mesma situação que os corintianos passam desde a eliminação da Copa Libertadores, o são-paulino disse estar acostumado à pressão, mas também admitiu o “risco” que é defender um grande clube aos 38 anos.

“Eu sempre fui uma pessoa de personalidade, nunca tive medo de nada. O que acontecer no São Paulo não vai sujar a minha imagem e também não vai acontecer ou deixar de acontecer pela minha idade. Estou confiante que as coisas vão acontecer bem para mim. O que está acontecendo com o Ronaldo e com o Roberto Carlos são os riscos de jogar em um time grande. Eu tenho risco também, mas vou tentar evitar com vitórias e títulos”.

“Todos os jogadores que defenderem um time grande vão ter pressão. Tem que conseguir a vitória porque quando você consegue não tem a pressão. Nunca me escondi da minha responsabilidade e vou encarar. Decidi jogar no São Paulo sabendo que seria muito cobrado pela imprensa, torcedores e não tenho medo de nada”, completou.

Leia tudo sobre: são paulocorinthiansrivaldoroberto carlos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG