Técnico quer manter o aproveitamento do São Paulo no Brasileiro e ainda analisou a nova função mais avançada do experiente meia

O São Paulo já jogou 13 partidas dentro do Campeonato Brasileiro , sendo sete como visitante e outras seis como mandante. Curiosamente, a campanha fora de casa é bem melhor, já que o time conquistou cinco triunfos e perdeu apenas duas vezes - 71% dos pontos. No Morumbi, foram três vitórias, um empate e duas derrotas, o equivalente a 55% de aproveitamento.

Siga o iG São Paulo no Twitter

"Eu lamento a gente ter desperdiçado alguns pontos, mas já aconteceu recentemente. O importante é manter a média, estar entre os primeiros, estamos a um passo de encostar no líder. É importante manter um aproveitamento melhor em casa, mas temos compensado fora. Temos que manter a confiança da torcida quando atuamos no Morumbi", disse o técnico Adilson Batista. 

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Depois de mais uma derrota diante da sua torcida, dessa vez para o Vasco, o comandante acredita na volta por cima já nesta quinta-feira, contra o Bahia. "Não existe uma ansiedade. A gente tem uma vivência no futebol, queria ter ultrapassado o líder e poderíamos ter feito isso. Mas acredito que na quinta-feira a gente vai presentear o torcedor. É um adversário que joga bem fora de casa, é muito rápido", avaliou.

Rivaldo dá as boas-vindas a Adilson Batista
Divulgação/Site Oficial
Rivaldo dá as boas-vindas a Adilson Batista
O meia Rivaldo tem a mesma opinião de Adilson e sabe que as vitórias fora têm compensado o aproveitamento ruim em casa, mas o camisa 10 também quer os três pontos dentro do Morumbi.

"É claro que está sendo compensado, senão a gente estaria no meio da tabela. Então temos tempo para tentar consertar isso e conseguir vencer dentro de casa. Como o São Paulo é um time grande, sempre joga com o pensamento de vencer", avisou.

Contra o Bahia, Rivaldo fará seu 6º jogo consecutivo pelo São Paulo. De acordo com o próprio atleta, as circunstâncias das últimas partidas fizeram com que atuasse um pouco mais avançado. "Quando eu vejo o Lucas e o Dagoberto na minha posição, no meio, eu vou para frente, mesmo fora de posição", disse o jogador sobre as frequentes mudanças que os dois companheiros realizam dentro de campo, buscando o jogo mais recuado.

Adilson Batista comentou as declarações de Rivaldo e ainda citou outro meia que pode aparecer com eficiência no ataque. "O que aconteceu foi o Rivaldo penetrando na área, cabeceando, fazendo gol (contra o Atlético-GO). O Cícero também pode ser aproveitado assim", finalizou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.