Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Renato, Ronaldinho não terá regalias

Meia confia em igualdade de condições. Abismo salarial para o restante do grupo é encarado com naturalidade

Thales Soares, enviado iG a Londrina |

Renato já está acostumado a conviver com estrelas do futebol. Consolidou-se no futebol no time do Corinthians campeão da Copa do Brasil de 2002, que contava com Vampeta, Dida, Ricardinho, entre outros. Agora, jogará ao lado de Ronaldinho Gaúcho e não acredita numa mudança de ambiente por causa da chegada do jogador, nem em regalias para o novo reforço.

"Nós não temos a mesma grandeza do Ronaldinho Gaúcho, mas temos as nossas qualidades e estamos dispostos a ajudar. Não vai ter tratamento diferente, pois o considero uma pessoa de grupo, simples, que se acomodará bem no grupo", comentou Renato.

Em sua segunda passagem pelo Flamengo, antes jogou de 2005 a 2007, Renato passou por crise de resultados e atraso de salários. A diretoria ainda não pagou o 13o salário, mas investiu em grandes reforços. Ele não vê possibilidade de essa situação atrapalhar a harmonia do grupo ou o rendimento do time,

"Jamais isso vai acontecer. Quando você senta para fazer um contrato, pede o valor que acha justo. Se o clube aceita, tem que pagar. Ronaldinho veio da Europa, vai ganhar mais e ninguém ficará enciumado. Ele não tem que correr mais por isso. Em campo, tenho o mesmo pensamento", disse Renato.

Leia tudo sobre: FutebolFlamengoRonaldinho Gaúcho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG