Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Renato, com mais dez rodadas, Grêmio seria campeão brasileiro

Para o técnico gremista, o Botafogo é o maior rival na briga pela vaga na Libertadores de 2011

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861500040&_c_=MiGComponente_C

O técnico Renato Gaúcho exaltou o grupo de jogadores do Grêmio após a goleada aplicada sobre o Ceará por 5 a 1, neste sábado, no Olímpico. Para o treinador, que tem 65% de aproveitamento no comando do Tricolor, uma seleção com os melhores jogadores do campeonato teria vários de seus comandados.

"Na minha seleção eu botaria uns cinco jogadores do Grêmio. Não porque são meus, mas porque há vários que podem decidir uma partida e estão jogando muito", elogiou. Renato chegou a falar que seu time seria campeão caso o campeonato se alongasse um pouco mais. "Se houvesse mais 10 rodadas, o Grêmio seria campeão brasileiro. É só ver quem está jogando melhor futebol. A diferença era grande e caiu muito, mas só faltam quatro jogos", afirmou o técnico.

Veja a entrevista do técnico Renato Gaúcho:


Renato já elegeu o grande adversário gremista na luta pela Libertadores: "é o Botafogo, que tem um jogo difícil com o Avaí amanhã. Não adianta só secar, temos que fazer a nossa parte. Hoje eles nos secam, amanhã a gente seca eles, mas temos que fazer o nosso. E estamos fazendo bem feito". O treinador comentou também a vantagem do Grêmio de pegar de dois dos seus adversários diretos pelo G-4, Botafogo e Atlético-PR, em casa: "a vantagem é fundamental se a gente estiver vivo até lá. E estaremos, com certeza".

Sobre a proposta de renovação apresentada pela diretoria, Renato contrariou as previsões otimistas quanto ao desfecho da negociação: "não me agradou muito, mas estou totalmente focado no Campeonato Brasileiro. Quero muito ficar no Grêmio. A negociação não evoluiu nada, nem avançou, nem andou para trás. Só sei que depois da competição, vou curtir férias no Rio de Janeiro".

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG