Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Renan, bola do Mundial é mais rápida que a do Brasileirão

Instabilidade da Speed Cell foi motivo de reclamações do goleiro do Internacional

Gazeta Esportiva |

O Internacional já começou a treinar com a bola que será utilizada no Mundial de Clubes de dezembro. Chamada de Speed Cell, ela causou no goleiro Renan as mesmas sensações descritas pelos jogadores que atuaram na Copa do Mundo em relação à polêmica Jabulani: velocidade e instabilidade.

"Ela é mais rápida e oscila muito. A trajetória muda bastante em um curto espaço. Com isso, nosso tempo de reação diminui e temos que esperar mais para tomar a decisão", afirma Renan, que treinou pela primeira vez com a Speed Cell na manhã desta terça. A atividade envolveu chutes intercalados entre a bola do Mundial e a do Brasileirão, para que o goleiro fosse se adaptando aos poucos.

Renan elogiou o fato de o clube ter trazido a bola antes da disputa da competição em Abu Dhabi, e garante que não são apenas os goleiros que terão problemas de adaptação: "O Inter foi muito feliz ao trazer a bola logo que foi lançada, assim teremos mais tempo de treinamentos e será possível minimizar os efeitos da mudança. É uma situação nova para todo mundo, não só para os goleiros. Os jogadores de linha também terão que se adaptar para dominar, passar, chutar. Mas faz parte. Não é a primeira vez que acontece".

Leia tudo sobre: internacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG