Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para poupar Tite, Felipão diz que aceitaria até perder clássico

Técnico saiu em defesa do amigo gaúcho no Corinthians e fez revelação impensada por qualquer palmeirense

Gazeta |

O técnico Luiz Felipe Scolari sabe que não é o momento de o Palmeiras tripudiar em cima da crise do rival Corinthians. Desta forma, ele exige respeito ao maior rival e espera que o trabalho de Tite seja preservado no Parque São Jorge independentemente do placar do clássico de domingo no Pacaembu - o comandante alvinegro tem sido considerado pela torcida alvinegra um dos maiores responsáveis pelo recente fracasso na fase preliminar da Libertadores.

Gazeta Press
Felipão em treino do Palmeiras
Franco, Felipão saiu em defesa do amigo gaúcho e fez até uma revelação impensada por qualquer palmeirense: "Eu fico desestimulado ao saber que o Tite pode cair com uma derrota. Todos devem assumir o que aconteceu no Corinthians. Se tivesse que dizer algo agora sobre a chance de o Tite sair, falaria que gostaria até de perder esse jogo", comentou Felipão, após o treino desta sexta-feira na Academia de Futebol.

Por outro lado, Scolari está ciente de que precisa prestar contas ao clube que o contratou desde o ano passado e tenta retomar o caminho dos títulos. Desta forma, ele considera o triunfo fundamental para o líder Palmeiras ficar mais próximo de uma classificação às quartas de final do Campeonato Paulista 2011.

"A vitória pode nos deixar em uma situação excelente, com gordura caso ocorra algum tropeço lá na frente. Mas são três pontos iguais ao que ganhamos contra o Mirassol ou o Paulista de Jundiaí. Temos de atuar da mesma forma que fazemos diante de outros rivais", decretou o pentacampeão mundial.

Dentro do discurso padrão de respeito ao Corinthians, Felipão prevê equilíbrio dentro de campo, mesmo com o baque emocional sofrido pelo clube de Parque São Jorge e a notícia dos desfalques de medalhões como Ronaldo, Roberto Carlos e Dentinho. O técnico do Palmeiras rejeita a condição de favorito.

"O Palmeiras não entra com mais possibilidades de vencer. A partida começa 0 a 0. Se a Federação Paulista nos der a vantagem de 1 a 0, aí tudo bem. Os times grandes têm qualidade. Uma das peças, de qualquer lado, pode desequilibrar", comentou Scolari.

 

Leia tudo sobre: palmeirasfelipãotitecorinthianscampeonato paulista

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG