Meia atacante lamenta brecha dada a Wallyson, que fez o primeiro gol aos 30 minutos do segundo tempo

Além de Magno Alves, outro jogador experiente do Atlético-MG na final do Campeonato Mineiro era o meia-atacante Mancini. Mas muito nervoso em campo, ele não teve uma grande atuação e foi substituído no intervalo. Para Mancini, somente um descuido no final da partida fez o Atlético-MG perder o título para o Cruzeiro.

“Acho que o Atlético-MG se defendeu muito bem durante 75 minutos, procuramos neutralizar a equipe do Cruzeiro. Mas no final demos um pouco de espaço, no gol do Wallyson ele achou um cantinho e conseguiu colocar a bola ali. Acabou comprometendo o nosso trabalho, mas acho que valeu, por tudo aquilo que o Atlético apresentou dentro do campeonato”, disse o meia-atacante, ressaltando os novos jogadores que apareceram durante a disputa, como o volante Fillipe Soutto e os meias Bernard e Giovanni Augusto.

“O Atlético cresceu muito nos últimos seis jogos, surpreendeu muita gente com essa garotada e jogou um futebol decente. Tem uma grande comissão técnica e um treinador muito capaz que é o Dorival Júnior. Agora é paciência, não estava nos nossos planos perder o campeonato, então é ter força nesse momento, conversar bastante com a rapaziada. É ser como um psicólogo que o Brasileiro já começa no sábado e temos de estrear bem”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.