Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para levar Sul-Americana, Rafael Moura quer vitória no primeiro jogo da final

Goiás encara o Independiente, da Argentina, em casa na primeira partida da decisão da competição continental

Gazeta Esportiva |

Já rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro do ano que vem, o Goiás quer salvar a temporada de 2010 com o título da Copa Sul-americana. Na final do torneio continental, o time esmeraldino fará a partida de ida nesta quarta-feira, contra o Independiente, no Estádio Serra Dourada. Para o atacante Rafael Moura, artilheiro da equipe na competição, com seis gols, a equipe brasileira tem que fazer o resultado em casa para ter maior tranquilidade no duelo de volta, que ocorrerá na Argentina.

"Chegamos a uma final inédita para o Goiás, mas só isso não basta para nossa equipe. Queremos o título e sabemos que, para conquistá-lo, precisaremos mostrar bastante vontade e ir em busca de uma vitória já no primeiro confronto da decisão, ao contrário do que aconteceu nas últimas decisões, em que precisamos buscar o resultado fora de casa, na segunda partida", afirmou o He-Man.

Rafael Moura está empatado na artilharia da Copa Sul-americana com Rodrigo Mora, do Defensor-URU. Como o time uruguaio já foi eliminado do torneio, o brasileiro tem grandes chances de se tornar o artilheiro isolado da competição. Para manter a boa fase no torneio e ajudar o Goiás a conquistar um inédito título continental, o atacante espera dois confrontos cheios de rivalidade contra o Independiente.

"Será um jogo complicado, que mexerá com o psicológico dos atletas, pois se trata de uma partida entre Brasil e Argentina, duas grandes escola do futebol mundial. Espero que nessa final eu consiga ajudar meu time e possa deixar minha marca outra vez", concluiu o jogador.

Leia tudo sobre: copa sul-americanafutebolgoiás

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG