Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Joel Santana gol perdido por Deivid foi 'inacreditável'

Técnico diz que já tinha se virado para comemorar e que não viu o lance e ainda afirma que faltou sorte na semifinal

Renan Rodrigues e Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Gazeta Press
Joel Santana lamentou o gol perdido por Deivid
O técnico Joel Santana sorriu, mas procurou não deixar o gol perdido por Deivid na derrota para o Vasco pela semifinal da Taça Guanabara se tornar o assunto principal de sua entrevista coletiva no Engenhão. O treinador admitiu que já tinha virado para o banco de reservas para festejar o segundo gol do Flamengo que não aconteceu. Qualificou o lance como "inacreditável" e, em vez de competência, preferiu dizer que faltou sorte ao time na noite desta quarta-feira.

Leia mais: Deivid perde gol incrível, Vasco vira sobre o Fla e faz a final

O Flamengo dominou a partida em diversos momentos, mas não conseguiu decidir. Foi essa a avaliação de Joel. "É muito claro, negócio de estar melhor não ganha jogo, o que ganha é fazer gol. Fizemos o gol muito rápido pelo domínio avassalador, a partida ficou equilibrada, tivemos chance de colocar vantagem e não fizemos. Não adianta ficar explicando o inexplicável. acho que o time fez o que era para ser feito, mas há as surpresas do futebol".

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Sobre o gol perdido por Deivid, o técnico procurou ser o mais ameno possível nos comentários. Reconheceu que também não entendeu o que aconteceu, afirmando que nem viu o lance pois já tinha se virado para comemorar.



"Só quem está ali dentro de campo é que sabe o que acontece. Era uma coisa tão simples, ele foi com simplicidade para tocar para dentro do gol. Eu nem vi direito, virei para o outro lado já para festejar. Quando virei de novo já estava no contra-ataque. Eu não sei explicar, quem pode explicar o jogador. É inacreditável, inacreditável. Só quem vive há muito tempo no futebol é que consegue absorver isso. Esse jogo a equipe estava bem equilibrada na defesa, jogando bem, esperando para matar. Clássico é assim, ou você resolve, ou...", analisou.

Confira a tabela do Campeonato Carioca

Joel reconheceu que tirou Deivid de campo para preservar o jogador, que a todo momento tinha o nome gritado pela torcida rival. "Quis preservar o jogador, claro. Ninguém vai dizer que você jogou bem e perdeu. Por que não ganhou então? Não vou dizer competência, mas não tivemos sorte. O futebol é assim. Claro que castiga um pouco, até no próprio sonho, ninguém consegue dormir depois de uma derrota num clássico como esse. Mas o futebol tem surpresas, é bom por causa disso".

Leia tudo sobre: flamengojoel santanadeivid

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG