Treinador do Palmeiras ignora atitude de torcedores que criticaram Luan e Marcos Assunção

Luiz Felipe Scolari ironizou a atitude da principal torcida organizada do Palmeiras de criar um "disque-balada" para que os jogadores que aproveitassem a noite de São Paulo fossem vigiados de perto pelos palmeirenses. Em entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0, o treinador classificou o movimento como frescura e economizou palavras.

A resposta vem dias após o treinador pedir que os torcedores organizados critiquem apenas ele , que escala os jogadores, e não os atletas, como eles fizeram na derrota por 1 a 0 contra o Fluminense, na última rodada. Na ocasião, Luan e Marcos Assunção foram os perseguidos pelos cerca de 500 que viajaram de São Paulo até o Rio de Janeiro.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

null

Logo após ouvir aquilo, Felipão bateu no peito e ainda convocou os organizados para protestarem contra ele, batendo no peito. Todos os jogadores agradeceram a proteção de Luiz Felipe Scolari e também sairam em defesa de seus companheiros de time.

O próximo jogo do Palmeiras é dentro de casa, no Canindé. O jogo está marcado para as 21h de sábado, contra o Atlético-MG e marca o reencontro da torcida com o time, que joga há duas rodadas fora de casa. Márcio Araújo e Kleber, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, são os desfalques.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.