Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para escalar Everton, Joel terá que mudar esquema tático favorito

Reforço chegou para ser o meia da equipe, mas boas atuações têm mantido Renato Cajá entre os titulares

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

AE
Everton elogiou a qualidade do elenco do Botafogo
Desde que assumiu o comando do Botafogo, em janeiro de 2010, o técnico Joel Santana mantém o esquema tático 3-5-2 na maior parte dos jogos. Preocupado em dar mais segurança para a equipe, que na época de sua contratação havia sofrido uma goleada histórica de 6 a 0 para o Vasco, Joel montou o elenco usando apenas um armador, e manteve a estratégia para a atual temporada.

Com a saída de Lucio Flavio e a lesão de Maicosuel, Everton foi contratado para suprir a lacuna do meio-campo, que passou a contar apenas com Renato Cajá para o setor. Porém, o ex-jogador de Ponte Preta e Grêmio, que na última temporada quase deixou o Botafogo por ter poucas oportunidades, virou titular da posição e tem agradado o técnico Joel Santana.

Ciente do bom momento do companheiro, Everton mostra paciência para esperar um momento entre os titulares."A concorrência aqui no Botafogo é muito boa. É preciso ter muita tranquilidade e esperar a hora certa de jogar. É importante ter um grupo forte, com jogadores de qualidade no banco, que possam ajudar durante o jogo", destacou Everton, que foi emprestado pelo Tigres, do México, até o final da temporada.

Destaque do Botafogo no clássico contra o Fluminense, no último domingo, Renato Cajá marcou três gols e deu quatro assistências em seis partidas da equipe no Campeonato Carioca. Ele só fica atrás do lateral-direito Léo Moura, do Flamengo, que deu cinco passes para gol. Assim, pelo menos por enquanto, Joel terá que abandonar o 3-5-2 para escalar o principal reforço da temporada, formando um meio campo com dois meias.

No segundo tempo de algumas partidas no Campeonato Carioca, Joel tem utilizado o 4-4-2 para dar mais força ofensiva ao time. Foi assim que o treinador conseguiu a virada sobre o Duque de Caxias, na estreia da equipe no torneio. Além de Cajá, em maio o treinador deve voltar a poder utilizar o meia Maicosuel, que ainda se recupera de uma operação no joelho.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG