Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para dar espaço ao filho, Paulo Paixão se despede do Grêmio no domingo

Preparador físico espera que a nova direção do clube renove o contrato de Anderson

iG São Paulo |

Além de da decisão do quarto lugar do Brasileirão, o domingo será de despedida no Grêmio. O coordenador da preparação física, Paulo Paixão, 59 anos, encerrará, após o jogo contra o Botafogo, a terceira passagem pelo clube gaúcho. O motivo? Abrir espaço para a carreira do filho Anderson, atual preparador da equipe.

Os lábios estavam com saudade do apito e começaram a coçar. As pernas precisavam voltar a correr. Esta função de auxiliar não é para mim. O Anderson fez um grande trabalho, agora cabe à direção definir a permanência dele, disse Paulo, contratado no começo do ano.

A função de coordenador foi definida em conjunto com o presidente Duda Kroeff, afinal, o preparador ficaria à serviço da seleção durante a Copa do Mundo. A decisão de voltar ao campo foi comunicada em reunião na semana passada com a futura direção do clube.

Durante toda a entrevista coletiva, que durou 20 minutos, Paixão deixou transparecer o carinho de pai. Porém, disse que tomaria a mesma decisão caso o preparador não fosse seu filho. Tanto que, segundo o coordenador, o técnico Renato Gaúcho pediu a permanência de Anderson ao grupo que comandará o Grêmio e partir de 2011 ¿ uma reunião na semana que vem deve selar o acordo.

Caso não haja acerto, uma alternativa é Flavio de Oliveira, preparador do Grêmio vice-campeão brasileiro em 2008. Paixão negou ter sido procurado pelo São Paulo, sem preparador desde a saída de Carlinho Neves, e não descartou reeditar a dupla com Luiz Felipe Scolari no Palmeiras. Tudo é possível..., encerrou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG