Meia tem sido destaque atleticano e evita críticas no reencontro com Dorival, com quem teve problemas

Dono da sétima melhor campanha do segundo turno, o Atlético-MG marcou sete gols nas últimas seis partidas. Somente diante do Atlético-GO que o clube mineiro não balançou as redes do adversário. O bom momento ofensivo da equipe se deve muito ao meia Daniel Carvalho , com participação direta em quatro dos sete gols. O camisa 83 marcou duas vezes ( Avaí e Flamengo ) e deu assistência para os gols de Réver e Magno Alves, contra São Paulo e Bahia , respectivamente.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Diante da boa fase no segundo turno e caminhando para a sétima partida seguida como titular do Atlético-MG, algo inédito desde que chegou ao clube , em maio do ano passado, Daniel Carvalho admite que tem sido peça fundamental para a equipe armada por Cuca . Para o meia atleticano, muito mais em função do esquema de jogo.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

“Jogamos com apenas um meia de ligação, então a bola quase sempre tem de passar pelos meus pés, ou vira uma ligação direta. Então, pelo esquema de jogar com dois homens abertos e um centralizado na frente, a gente depende muito das minhas jogadas. Mas a responsabilidade não é só minha de chegar lá na frente para armar e fazer gols. A responsabilidade é de todos. Claro que quando sou bem mercado a gente tem dificuldade, mas temos jogadores de qualidade que podem desequilibrar a partida”.

nullEntre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Em alta no Atlético-MG, Daniel Carvalho reencontra o técnico Dorival Júnior , com que teve uma série de problemas. O ex-comandante do Atlético-MG chegou a cobrar o meia publicamente . Apesar de não ter conseguido jogar com Dorival o que tem jogado com Cuca, Daniel Carvalho evita críticas e faz elogios ao treinador colorado.

“A vitória que vamos buscar não é nada pessoal contra o Dorival, é porque precisamos mesmo. O Dorival é uma grande pessoa, todo mundo vai querer cumprimentá-lo pelo carinho e pelo respeito. Mas a amizade fica fora, dentro de campo cada um vai fazer o seu trabalho. Foi uma pessoa que nos ajudou muito, principalmente no ano passado, quando quase caímos . Então temos de saber respeitar e reconhecer o que ele fez pelo Atlético”.

Revelado pelo Internacional , Daniel Carvalho sabe bem a força que o time gaúcho tem quando atua no Beira-Rio . Para que o Atlético-MG consiga a sua terceira vitória como visitante neste Brasileirão, Daniel diz que o time mineiro deve atacar e não ficar somente na defesa.

“Tem de jogar, não podemos nos omitir ou esconder. Se a gente ficar só lá atrás, o Inter acaba atropelando, pois faz isso com qualquer equipe que joga dessa maneira. Tem de jogar de igual para igual, respeitando o Inter, que é forte dentro de casa, mas não dá apenas para defender. Temos de atacar, buscar o gol. Tem que tentar dar um medo no Inter, colocar o Inter atrás, independentemente de o jogo ser no Beira-Rio”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.