Diante do lanterna do Campeonato Mineiro, torcida atleticana esperava mais gols e chegou a vaiar o time

Superior ao Democrata-GV durante toda a partida, o Atlético-MG sobrou diante do rival do interior. O que já era esperado, pois se tratava do encontro do líder e do lanterna do Campeonato Mineiro. No entanto o triunfo por 3 a 0 não traduziu o que foi a partida. Os números do Footstats mostram bem a supremacia atleticana.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

O time da casa ficou com a bola 62% do tempo e finalizou 31 vezes ao gol, contra apenas três do Democrata. Além disso foram 419 passes certos do Atlético-MG, enquanto o Democrata conseguiu trocar somente 162 passes. Os números, no entanto, não foram traduzidos em gols, o que deixou parte da torcida irritada com o comportamento da equipe.

Leia também: Em tarde preguiçosa Atlético-MG vence o lanterna sem dificuldades

Satisfeito com a nona vitória em nove jogos na temporada, o técnico Cuca atribuiu à pressão de golear as muitas chances pedidas pelo Atlético-MG. Se foram 31 chutes a gol, somente dez foram no rumo da meta defendida por Jonathan.

“A gente está conversando em cima de uma vitória de 3 a 0 e parece que empatamos o jogo pela pergunta de vocês (jornalistas), tamanha era a pressão para golear, fazer cinco ou seis a zero. Futebol não é assim. Os caras vieram com brio e motivação. O time deles lutou até o final. Bem atrás na defesa e é difícil criar. Lógico que você não vai fazer cinco, seis ou sete porque é o lanterna. Nós criamos para jogar bem e vencer”.

Apesar do jogo ser o encontro do lanterna e do líder, do ataque mais positiva e da defesa mais vazada, de um time com 100% de aproveitamento e outro sem nenhuma vitória, o treinador do Atlético-MG esperava uma partida difícil ainda assim. Na opinião de Cuca, seu time entrou com a obrigação de vencer, mas não de golear.

“Quando se enfrenta uma situação igual a de hoje, o último do campeonato que ainda não venceu contra uma equipe 100%, você pode ter certeza que é pedreira. Você vai enfrentar dificuldade. Você tem a obrigação não de vencer, mas de golear. Isso é perigoso no futebol. E mesmo quando o time estava ganhando por 1 a 0, estava sendo vaiado e pressionado por essa situação. Você está jogando contra uma equipe que está em terceiro ou quarto, não vai ser vaiado. Automaticamente, o jogador fica inseguro”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.