Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para cruzeirense, título brasileiro faria justiça após erros da arbitragem

Dimas Fonseca enumerou erros em cinco partidas do Brasileirão que teriam prejudicado a busca pela conquista

Gazeta Esportiva |

Apesar de toda revolta por conta da arbitragem no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro continua com altas chances de chegar ao título. O time aparece na terceira colocação com 60 pontos, três atrás do líder Corinthians. Para o diretor de futebol, Dimas Fonseca, a conquista da taça nacional faria justiça após tantos erros contra a equipe mineira durante a competição.

"Estamos vivos e acreditamos no potencial do nosso time. Espero que realmente sejamos, para muitos, a surpresa nesse final. Esse título é muito importante para nós porque faria justiça contra os erros que cometeram contra o Cruzeiro", apontou o dirigente, em entrevista à "ESPN Brasil". Dimas Fonseca reforçou a desconfiança para com a Comissão de Arbitragem da CBF.

Indignado, o cruzeirense enumerou erros em cinco partidas do Brasileirão que teriam prejudicado a busca pelo título, contra Botafogo, São Paulo, Santos e nos dois confrontos com o Corinthians. "Será que não há algo contra o Cruzeiro? É de se duvidar. Acredito que os 2 milhões de cruzeirenses têm a mesma dúvida. Parece que têm alguma coisa contra o nosso time", afirmou.

Dimas ainda esclareceu a reunião que teve na última quarta-feira com Sérgio Correia, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF. Compareceu à sede da entidade para participar de reunião pela unificação dos títulos brasileiros e aproveitou para conversar com Correia. Sugeriu três nomes para apitar o decisivo jogo contra o Corinthians, no domingo: Carlos Eugênio Simon, Leandro Vuaden e Marcelo de Lima Henrique.

"Eu ainda deixei claro: não estou aqui escondido de ninguém. Se me permitir, ligo para o Andrés (Sanchez, presidente do Corinthians) agora e ele indica três nomes também", afirmou Fonseca. A resposta foi negativa, mas Correia deu garantias de que o confronto seria tratado com máxima prioridade para a rodada. Simon e Sandro Meira Ricci foram para o sorteio, e o segundo acabou escalado para o duelo.

Diante da série de supostos erros apontada pelo diretor de futebol, ele confirmou que o clube seguirá adiante na ideia de protocolar protesto contra Ricci. A briga nos bastidores deve aumentar, já que o presidente Zezé Perrella, que chamou o árbitro de "safado" e o xingou, deve ser denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ainda poderá ser acionado judicialmente pelo próprio Sandro Meira.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocruzeirofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG