Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Para Arouca, Santos pode tirar proveito de marcação sobre Neymar

"Eles abusam das faltas e acabam sendo expulsos", explicou Arouca

Gazeta |

Gazeta Press
Neymar já gerou expulsões de adversários em quatro confrontos nesse ano
A dura marcação exercida pelos times adversários contra o atacante Neymar pode virar um trunfo a favor do Santos . Pelo menos é o que pensa o volante Arouca . O jogador acredita que, pelo fato do jogador sofrer várias faltas durante as partidas, o time pode tirar proveito dessa situação pendurando os atletas adversários ou até mesmo provocando expulsões, como tem acontecido em alguns jogos recentemente.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Se temos esse ponto a favor porque não explorar? O Neymar joga do nosso lado e pode desequilibrar de várias maneiras", disse Arouca, para depois explicar o seu raciocínio.

"Um craque da categoria do Neymar, com as habilidades e recursos técnicos que ele tem, geralmente só vai ser parado com falta. Os times adversários fazem rodízio, pois não conseguem pará-lo com uma marcação individual ou por zona. Por isso, eles abusam das faltas e acabam sendo expulsos", explicou.

Leia mais: Santos quer aumentar elenco e inscrever Bernardo na Libertadores

Segundo Arouca, com um homem a mais em campo, os santistas por vezes podem facilitar jogos os quais venham tendo dificuldade para furar o bloqueio rival, justamente pela marcação em cima de Neymar, principal jogador da equipe.

Veja também: Santos lança filme do centenário se intitulando berço do futebol-arte

"Nos ajuda a ter um domínio maior da partida. Contra o São Paulo não foi assim, mas contra o Bragantino fizemos valer isso, tanto que conseguimos nos impor e saímos de campo com a vitória", concluiu.

Confira ainda: Ganso rejeita folga e se coloca à disposição contra o Guaratinguetá

Só neste ano, Neymar foi o responsável direto por expulsões de marcadores adversários em quatro confrontos: na goleada sobre a Ponte Preta , por 6 a 1, na Arena Barueri (expulsões de Guilherme e Cicinho); vitória sobre o Juan Aurich (Peru), por 3 a 1, em Chiclayo (provocou o primeiro amarelo do zagueiro Guadalupe, expulso posteriormente); derrota para o São Paulo, por 3 a 2, no Morumbi (expulsão de Rodrigo Caio) e vitória sobre o Bragantino, por 2 a 0, na Vila Belmiro (expulsão do zagueiro Jean Pablo).

Leia tudo sobre: genetsantosaroucaneymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG