Casemiro, Fernandinho e Carlinhos Paraíba decretaram os 3 a 0. Inter completou três derrotas seguidas

O São Paulo conseguiu uma boa vitória neste domingo. Jogando em Porto Alegre, o time aproveitou-se dos desfalques do Inter e construiu a vitória de 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Casemiro abriu o placar aos 19 minutos, e Fernandinho ampliou, aos 39. Carlinhos Paraíba completou os 3 a 0 nos acréscimos.

Além da derrota, os pouco mais de 10 mil torcedores gaúchos tiveram que encarar o frio, uma chuva fina e intensa e um vento forte que deixava a sensação térmica bem mais baixa que os 13ºC que eram marcados nos termômetros.

Com o novo técnico Adilson Batista nas cabines do Beira-Rio, o São Paulo começou o jogo com uma surpresa. Fernandinho entrou na vaga de Marlos, que foi vetado de última hora. Falcão optou por escalar os garotos Ricardo Goulart e Alex, nas vagas de Oscar e Zé Roberto, indisponíveis para o compromisso.

Os visitantes pareciam os donos da casa, encararam o Inter de igual para igual. Fernandinho quase fez um gol aos 30 segundos. Era um prenúncio do que viria pela frente. Casemiro aproveitou uma cobrança de falta de Rivaldo para abrir o placar. Dagoberto lançou Fernandinho, que fez 2 a 0 ainda antes do intervalo.

Falcão tentou mudar a história do jogo no intervalo. Tirou Bolatti e Ricardo Goulart, colocando Élton e Fabrício. O time cresceu no jogo, mas não o suficiente para buscar o marcador. Carlinhos Paraíba ainda marcou o terceiro gol, aos 48 minutos do segundo tempo.

O São Paulo foi a 21 pontos e é o vice-líder da competição. Os gaúchos seguem com 15 pontos e acumulam três derrotas na sequência. O Inter volta a campo na quinta-feira. Vai visitar o Avaí, às 19h30, na Ressacada. O atacante Zé Roberto, que cumpriu suspensão, será reforço. No sábado, 18h30, no Morumbi, o São Paulo recebe o Atlético-GO. Será a estreia de Adilson Batista, que será apresentado na segunda-feira. 

O Jogo:
O São Paulo começou bem. Fernandinho superou Kléber e Índio e coube a Muriel abafar o chute aos 30 segundos de jogo. O Inter reclamou de um lance aos 9 minutos, Damião recebeu de D´Alessandro e partia cara a cara com Rogério Ceni, mas o auxiliar errou ao marcar impedimento. Aos 14, foi a vez do goleiro do São Paulo cobrar falta e Muriel espalmar.

O time de Milton Cruz abriu o placar aos 19 minutos: Rivaldo cobrou falta, e Casemiro cabeceou para fazer 1 a 0. Aos 25, Damião arriscou dois chutes. O primeiro rebateu na zaga, o segundo passou sobre o gol de Rogério. Ricardo Goulart teve um chute bloqueado quatro minutos depois.

Em Porto Alegre, Adilson Batista se encontra com Rivaldo antes do jogo com o Inter
Divulgação/site oficial
Em Porto Alegre, Adilson Batista se encontra com Rivaldo antes do jogo com o Inter

Aos 38, Dagoberto cobrou falta rasante, Muriel não conseguiu segurar, mas mandou o rebote para escanteio. O goleiro nada conseguiu fazer no minuto seguinte: Dagoberto lançou Fernandinho, nas costas da defesa do Inter, e ele fez 2 a 0.

O Inter voltou para o segundo tempo com duas alterações. Entraram Élton e Fabrício nas vagas de Bolatti e Ricardo Goulart. Aos 6 minutos, Rogério Ceni salvou uma cabeçada de Alex, após boa jogada de Damião. D´Alessandro arriscou um bom chute aos 16 minutos, mas Rogério Ceni defendeu em dois tempos.

Gilberto conseguiu boa arrancada aos 22 minutos, mas a cabeçada de Damião parou em Rogério Ceni. O centroavante criou outra grande oportunidade aos 29: Rogério Ceni salvou com a ponta dos dedos a bola que ia no cantinho.  O Inter seguiu atacando, mas parou na boa atuação de Rogério Ceni. Carlinhos Paraíba fez 3 a 0 nos acréscimos.

null

FICHA TÉCNICA - INTERNACIONAL 0 X 3 SÃO PAULO
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 17 de julho de 2011, no domingo
Horário: 18h e 30 minutos (de Brasília)
Árbitro: Wágner Reway-MT
Auxiliares: Érich Bandeira-PE e Joadir Pimenta-MT.
Renda: R$ 188.645,00
Público: 13.630 torcedores
Cartão amarelo: Kléber, Bolívar, Índio, Leandro Damião, Fabrício (Internacional), Rhodolfo (São Paulo)

GOLS:
São Paulo: Casemiro, aos 19 minutos do primeiro tempo; Fernandinho, aos 39 minutos do primeiro tempo e Carlinhos Paraíba, aos 48 minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Bolatti (Élton), Guiñazu, Ricardo Goulart (Fabrício) e D´Alessandro; Alex (Gilberto) e Leandro Damião.
Técnico: Paulo Roberto Falcão.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Rhodolfo e Juan; Wellington, Rodrigo Souto, Casemiro, Rivaldo (Cícero) e Fernandinho (Carlinhos Paraíba); Dagoberto.
Técnico: Milton Cruz (interino).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.