Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras volta a Uberaba de novo com família Tirone no comando

Pai de presidente era diretor de futebol há 57 anos, na última vez em que time paulista atuou na cidade mineira

iG São Paulo |

Cinquenta e sete anos depois da última passagem por Uberaba, o Palmeiras volta à cidade mineira para enfrentar os donos da casa pela 2ª fase da Copa do Brasil. A coincidência do encontro fica por conto da presença da família Tirone. Arnaldo Tirone, o pai do atual presidente palmeirense, era o diretor de futebol do clube naquela época.

Divulgação/Arquivo Público Municipal de Uberaba
Arnaldo Tirone (1º de pé à esq.) era o diretor de futebol do Palmeiras em 1957
O empate por 2 a 2 que foi o resultado daquele jogo fica longe do ideal para as pretensões do time paulista para o encontro desta quarta-feira. Com Valdivia e Kleber voltando a atuar juntos, os comandados de Luiz Felipe Scolari continuam negando a obrigação de eliminar a partida de volta, mas não escondem que têm a obrigação de vencer.

“O regulamento diz que, ganhando por dois ou mais gols de diferença, o time já se classifica para a fase seguinte. Mas isso não significa que é uma obrigação. A gente vai jogar normalmente e, se der, maravilha, teremos depois uma semana inteira para trabalhar. Se não conseguirmos, não é o fim do mundo”, disse Deola, que completará 50 jogos com a camisa do Palmeiras.

Com a volta de Kleber na equipe principal, a dúvida do time fica por conta de quem será o atacante titular ao lado do camisa 30. A tendência é que Adriano seja escalado novamente, mas Vinícius, com uma boa atuação na última partida, pode ganhar uma chance.

No meio-campo, Patrik deve continuar com a vaga que ganhou de Tinga. O meio-campo que veio da base tem o prestígio de Felipão e de Murtosa e, provavelmente, fará companhia a Valdivia, Marcos Assunção e Márcio Araújo no meio-campo.

null“Primeira meta nossa é passar pelo Uberaba e seguir em frente. Se isso for em um jogo, ótimo. Se for no segundo, tudo bem. Nós temos os cuidados e todas as informações necessárias que conseguimos colher por meio de amigos nossos e CDs e passaremos para nossos atletas. Vamos ver de que forma o Uberaba reage à formação”, afirmou Luiz Felipe Scolari ao site oficial do clube.

Enquanto isso, do outro lado, o Uberaba tenta espantar a crise vencendo o jogo do ano. Vindo de três derrotas no Estadual e com a demissão do técnico dias antes deste encontro, a equipe já pensa em levar o jogo de volta para São Paulo como uma forma de amenizar o momento ruim.

A má fase, no entanto, não serve de apoio para que a equipe paulista vença. Segundo Felipão, a mudança de treinador pode fazer um time jogar com mais vontade e isso passaria a dificultar ainda mais a vida palmeirense.

“Depende de como é encarado pelos jogadores, o novo treinador, de quem assumiu, se conhece o grupo, se já trabalha e uma série de detalhes. Às vezes, quando se muda o técnico se tem uma resposta imediatamente muito maior”, disse o comandante.

FICHA TÉCNICA - UBERABA X PALMEIRAS

Local: Estádio Uberabão, em Uberaba (MG)
Data: 16 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Gelson Pimentel Rodrigues (ambos do ES)

UBERABA: Fernando; Maurinho, Felipe, Rodrigão e Helton; Balduin, Gustavo, Gabriel e Cristiano Brasilia (Juninho Cearense); Marcinho e Cadu
Técnico: Nenê Belarmino

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Danilo, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik e Valdivia; Kleber e Adriano (Vinícius)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Leia tudo sobre: palmeirasuberabacopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG