Time paulista abre 2 a 0, sofre gol de ex-jogador do clube e sai aplaudido do Pacaembu. Cariocas avançam

Jogo no Pacaembu teve forte marcação, mas com espaço para os ataques
AE
Jogo no Pacaembu teve forte marcação, mas com espaço para os ataques
O Palmeiras dominou o jogo, criou as melhores oportunidades e até venceu o Vasco . Mas o 3 a 1 no Pacaembu não foi o suficiente. Com a vantagem de ter vencido por 2 a 0 na ida, em São Januário, o time carioca sai com a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana . O detalhe fica por conta do gol de Jumar , que foi alvo de uma música irônica durante sua passagem pelo Palestra Itália, em 2008. Ele foi o responsável pelo gol da desclassificação palmeirense.

Agora, o Vasco encara o vencedor de Aurora, que é da Bolívia, e Nacional, do Paraguai. Essas equipes ainda nem se enfrentaram e entram em campo para iniciar o confronto na próxima terça-feira, dia 30 de agosto, ainda pela fase anterior a que o time brasileiro está.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

No 1º tempo, o Palmeiras foi bem melhor, mesmo sem Luiz Felipe Scolari no banco de reservas. Dominou a partida inteira e viu Marcos trabalhar apenas uma vez, em belíssimo chute de Leandro de fora da área. A defesa do goleiro foi ainda melhor. O gol foi marcado aos 12 minutos, por Luan, que aproveitou rebote após chute de Valdivia. Depois, Henrique quase ampliou, mas depois o time diminuiu o ritmo e passou a incomodar pouco Fernando Prass.

Siga o Twitter do iG Vasco e receba as notícias do seu time em tempo real

Na etapa final, o Palmeiras também mostrou um melhor futebol. Aos 8 minutos, Kleber já fazia a torcida comemorar após quebrar um jejum de nove jogos. Os quase 10 mil pagantes começavam a pensar nos milagres de Marcos na disputa de pênaltis, mas Jumar acabou com essa possibilidade com um chute sem chances de defesa para Marcos. Aos 47 minutos, Marcos Assunção marcou gol de falta, mas não adiantou.

Coloque o seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Na sequência da temporada, os dois times enfrentam clássico pela última rodada do 1º turno do Campeonato Brasileiro. O Palmeiras enfrenta o Corinthians em Presidente Prudente, enquanto que o Vasco desafia o Flamengo.

O jogo
O Palmeiras mostrou muita determinação em virar o jogo desde o início. Tanto que Valdivia deu passe para Maikon Leite, que não acreditou na jogada. O chileno foi a loucura e deu uma bronca digna de Luiz Felipe Scolari, que não estava no banco. Aos 12 minutos, a vontade e o domínio se transformaram em vantagem. Valdivia chutou cruzado de fora da área, do lado direito do campo, e Fernando Prass deu rebote. Luan apareceu quase dentro da pequena área para abrir o placar.


Henrique quase ampliou o placar pouco depois, após cruzamento de Marcos Assunção. O zagueiro subiu quase que sozinho e colocou a bola por cima de Prass após bela cabeçada. Depois disso, o Palmeiras passou a tentar controlar mais o jogo e exigiu bem menos do adversário, mas também levava poucos sustos. O primeiro foi aos 34 minutos, com Leandro chutando de fora da área e exigindo defesa sensacional de Marcos.

Depois  disso, o Palmeiras continuou melhor, mas não criava chances efetivas de aumentar o placar. Valdivia se desdobrava em campo, mas não contava com Kleber e Maikon Leite tão inspirados para colaborar.

No 2º tempo, o time paulista seguiu muito melhor. E conseguiu aumentar o placar logo aos 8 minutos. Kleber, que quase não jogou no 1º tempo recebeu passe dentro da pequena área, tocou de pé direito no canto esquerdo do Prass e colocou fogo no estádio. Com esse placar, a decisão do jogo já iria para os pênaltis.

A comemoração dos palmeirenses não durou nem quatro mintuos. Jumar, de fora da área, acertou um belo chute no ângulo de Marcos, que nada pôde fazer a não ser olhar a bola entrar. Em seguida, Ricardo Gomes já mexeu no time, tirou o atacante Leandro e colocou o lateral Fágner para se fechar. Com isso, Alan volta para o meio de campo.

Com o relógio jogando contra, o time do Palmeiras tentava marcar o 3º de forma afobada, de qualquer jeito, com chutes de longa distância e alçadas na área sem sucesso. Vinícius ainda entrou no lugar de Maikon Leite para tirar um pouco mais Kleber da área, mas não adiantou. Nos últimos minutos, Valdivia ainda acertou a trave esquerda de Prass. Assunção ainda ampliou o placar aos 47 minutos, mas não adiantou.

FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 3 X 1 VASCO
Local
: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de agosto de 2011, quinta-feira
Horário : 20h15 (de Brasília)
Árbitro : Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes : Roberto Braatz (Fifa-PR) e Carlos Beckenbrock (Fifa-PR)
Público : 9.993 pagantes
Renda : R$ 291.048,00
Cartões amarelos : Gabriel Silva, Maikon Leite, Chico (PAL); Alan e Renato Silva (VAS)

GOLS:
PALMEIRAS : Luan, aos 12 minutos do 1º tempo, Kleber, aos 8 minutos do 2º tempo e Marcos Assunção, aos 47 minutos do 2º tempo
VASCO : Jumar, aos 12 minutos do 2º tempo

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Henrique, Thiago Heleno e Gabriel Silva (Patrik); Chico, Marcos Assunção e Valdivia; Luan e Maikon Leite (Vinícius); Kleber
Técnico : Flávio Murtosa

VASCO : Fernando Prass; Alan, Dedé, Renato Silva e Márcio Careca; Rômulo, Jumar (Felipe Bastos), Bernardo (Victor Ramos) e Diego Souza; Leandro (Fagner) e Elton
Técnico: Ricardo Gomes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.