Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras vence Mirassol e assume a liderança isolada do Paulista

Gol de Patrik, que entrou no segundo tempo, fez justiça ao melhor futebol palmeirense no interior de São Paulo

iG São Paulo |

O Palmeiras assumiu a liderança do Campeonato Paulista ao vencer o Mirassol por 1 a 0 nesta quarta-feira à noite, no interior. O gol foi marcado por Patrik, aos 32 minutos do segundo tempo, aproveitando cruzamento de Cicinho (em lance bem parecido com seu gol contra o Oeste, rodadas atrás). O time comandado por Luiz Felipe Scolari chegou aos 16 pontos e se aproveitou do tropeço do Santos, que empatou com a Ponte Preta em Campinas, 2 a 2, e ficou com 14 pontos.

Os palmeirenses jogaram muita bola nos primeiros 25 minutos, mas pararam em atuação destacada do goleiro Fernando Leal. Com velocidade e um bom toque de bola, o Palmeiras envolveu o Mirassol, mas a pontaria, que até estava calibrada, parou em Leal, que fez três defesas complicadas e evitou o gol. Em duas delas o protagonista foi Dinei, que em um deles perdeu a chance de dentro da pequena área, facilitando para o arqueiro.

nullNo banco de reservas, Felipão ficou sentado durante a pressão palmeirense. Mas quando o ímpeto acabou, o treinador se levantou e disparou broncas para todos os lados. O principal jogador palmeirense era João Vitor, volante que tem qualidade no passe. Ele iniciava as jogadas, mas quando a velocidade de Cicinho e Luan diminuiu o Palmeiras parou de atacar. O Mirassol não demonstrava perigo, mas Xuxa perdeu gol quase frente a frente com Deola.

Segundo tempo

Demorou menos de 15 minutos para Luiz Felipe Scolari perceber que o seu time voltou do vestiário sonolento como acabou o primeiro tempo. Então resolveu sacar Adriano, qu8e parou de correr, para colocar Patrick, que nas últimas partidas se transformou no talismã da equipe.

O toque de bola melhorou, mas o Palmeiras vivia de cavar faltas na entrada da área. O problema é que o especialista Marcos Assunção não estava em campo, já que está machucado, e Luan está longe de ser um cobrador eficiente.

nullA partir da metade do segundo tempo o jogo se transformou em show de horrores, Wellington Amorim, atacante do Mirassol, tentou dar bicicleta sentado, Rivaldo, lateral palmeirense, furou gol certo depois de cruzamento de Cicinho.

A torcida palmeirense só se animou quando o alto falante do estádio avisou que o Tolima tinha feito gol na Colômbia e naquele momento estava eliminando o Corinthians, rival que será adversário palmeirense no domingo, no Pacaembu.

De escanteios, e faltas, saíam as jogadas do Palmeiras, que não resultavam em nada. Em um contra-ataque veloz, Cicinho conseguiu o cruzamento perfeito para Patrik, que desviou para o gol, finalmente vencendo Leal. Felipão, do banco, sorriu. A inesperada liderança chegou.

FICHA TÉCNICA - MIRASSOL 0 x 1 PALMEIRAS

Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol
Data: 2 de fevereiro de 2011
Gol: Patrik, aos 32 min do 2º Tempo
Cartões amarelos: Diego, Dezinho, Esley (Mirassol);
Renda e público: R$ 317.354,00/8.851 pagantes
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Dante Mesquita Júnior e Ricardo Busette (principais) e Aurélio Sant’anna Martins e Marco Antônio de Oliveira e Sá (adicionais)

MIRASSOL: Fernando Leal; Samuel, Gustavo Bastos, Dézinho e Diego (Renato Peixe); Magal, Jairo, Esley e Xuxa (Reinaldo Alagoano); Marcelinho e Wellington Amorim (Serginho)
Técnico: Ivan Baitello

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (Vitor), Thiago Heleno, Maurício Ramos e Rivaldo; João Vitor, Márcio Araújo e Tinga; Adriano (Patrik), Luan (Max Santos) e Dinei
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Leia tudo sobre: PalmeirasCampeonato Paulista 2011Mirassol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG