Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras tenta Everton Santos para o ataque

Atacante pertence ao Paris Saint Germain, da França, mas jogou em 2010 emprestado ao rebaixado Goiás

AE |

O Palmeiras queria Adriano, mas o Imperador resolveu ficar em Roma. Era mesmo mais um sonho do que uma possibilidade concreta. Mas o clube também está atrás de outros candidatos a assumir a condição de parceiro de ataque de Kléber. O perfil já está definido há um bom tempo por Felipão: veloz, habilidoso, capaz de fazer gols e proporcionar assistências e que saiba jogar pelos lados.

E o mais novo pretendido para essa vaga é Everton Santos. O atacante pertence ao Paris Saint Germain, da França, mas jogou em 2010 emprestado ao Goiás. Ele ficou no grupo que caiu para a Série B do Brasileiro e perdeu a final da Sul-Americana para o Independiente até o final da temporada, como reserva.

Everton foi revelado pelo Bragantino, na mesma equipe que teve o goleiro Felipe como destaque e foi semifinalista do Paulistão de 2007. Sua atuação no Estadual daquele ano fez o Verdão ir atrás dele, mas o jogador acabou fechando com o Corinthians. Chegou no Parque São Jorge com status de atleta de ponta, mas saiu de lá sem deixar muitas saudades - foi rebaixado com o time para a Segunda Divisão do Brasileirão de 2007.

De fato, o último bom momento de Everton foi justamente no Bragantino, há mais de três anos. Depois disso, perambulou sem voltar a se firmar - foi reserva também no Fluminense no Brasileiro de 2008. Mas se ele não tem lá um currículo que empolga, Everton corresponde às características procuradas por Felipão. É veloz, sabe driblar e atua pelos dois lados do campo.

A decisão de tentar a contratação de Everton Santos é uma medida de contingência, depois que as outras opções que mais interessavam ao clube praticamente foram descartadas. O clube, porém, não está disposto a fazer um alto investimento, ou seja, quer o jogador de graça, apenas com a obrigação de lhe pagar salários. Mas talvez esse não seja um grande empecilho, já que Everton nunca emplacou no Paris Saint Germain e vive sendo emprestado pelo clube francês sem muita cerimônia.

Os dois primeiros nomes indicados pelo técnico e que chegaram a ser procurados pela diretoria foram Neto Berola, do Atlético-MG, e Maikon Leite, que fez uma boa temporada pelo Atlético-PR mas pertence ao Santos. Nenhuma das duas negociações vingou. O Atlético-MG não quis liberar Neto Berola, por entender se tratar de um jogador com potencial de crescimento.

Já Maikon Leite cansou de deixar explícito que prefere ficar no banco do Santos, jogando a Libertadores, do que ir para outro clube - a confusão de procuradores que dizem ser representantes de Maikon também fez o Palmeiras esfriar seu ímpeto. O Palmeiras não descarta totalmente a possibilidade de contratar Maikon Leite, embora ele já esteja muito mais longe de ir para o Palestra Itália do que esteve no começo das conversas, quando o Brasileirão ainda nem tinha se encerrado.

Leia tudo sobre: Everton SantosPalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG