Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras tem sua pior média de público na era dos pontos corridos

Time paulista colocou apenas 10.971 pessoas a cada jogo e ficou à frente apenas de Avaí, Santos, Atlético-GO e trio de rebaixados

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237881962029&_c_=MiGComponente_C

As reformas no Palestra Itália e a irregularidade no Brasileirão tiraram os torcedores palmeirenses dos estádios. Em 2010, o time paulista registrou a pior média de público na era de pontos corridos considerando os anos em que esteve na Série A, desde 2004.

Segundo as estatísticas da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), como mandante, o Palmeiras teve 10.971 pessoas a cada jogo. O número deixa a equipe à frente apenas de seis times: Avaí, Santos e Atlético-GO e os rebaixados Guarani, Goiás e Prudente.

O pior número até então havia sido registrado em 2006, com 12.748 pessoas por duelo. Dois anos antes, logo depois de voltar à elite do futebol brasileiro, a média foi de 12.791. O topo nessa era de pontos corridos foi alcançado no ano passado, quando 18.425 torcedores compareciam por partida para tentar empurrar o time comandado de Muricy Ramalho rumo ao pentacampeonato. Em 2005, 2007 e 2008 as médias foram, respectivamente, 14.085, 17.586 e 16.877.

Apesar do número ruim de torcedores, o Palmeiras foi o oitavo time que mais arrecadou por jogo. Foram R$ 331.290,89 com ingressos a cada vez que entrava em campo. O time do Palestra Itália teve o segundo ingresso mais caro do Brasileirão, cerca de R$ 30,49 por ingresso, atrás apenas do Corinthians, que cobrava R$ 32,78 por entrada.

O arquirrival palmeirense, aliás, registrou a melhor arrecadação da história dos pontos corridos, com R$ 17.091,877, contra R$ 6.294,335 que foram para a conta palmeirense.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG