Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras se agarra ao Paulistão para “limpar” vexames de 2011

Campeão estadual pela última vez em 2008, clube quer título para diminuir pressão da torcida

Francisco De Laurentiis, iG São Paulo |

O ano de 2011 foi terrível para o Palmeiras. Torcedores, diretoria e jogadores sabem disso. Mesmo gastando muito com salários astronômicos de jogadores como Kleber (agora no Grêmio) e Valdivia, além do técnico Luiz Felipe Scolari, o clube não passou nem perto dos títulos do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil ou Copa Sulamericana. No Paulistão, o time alviverde até chegou às semifinais, mas foi eliminado pelo rival Corinthians. Para tentar diminuir a pressão, o Palmeiras agora busca desesperadamente um título, e o Estadual aparece como alvo imediato.

Leia mais: Ministério Público fica atento a possível contato de Kia com Palmeiras

“A gente só tem o Paulistão para jogar, então temos que estar concentrados na disputa dele. O começo será muito importante, vamos nos doar como fizemos em 2008. Vamos tentar dar uma disparada na classificação para depois tentar buscar o título”, disse o zagueiro Henrique, que fez parte do grupo campeão paulista em 2008, justamente o último título conquistado pela equipe principal do Palmeiras.

Confira ainda: Marcos ganha samba de grupo que já homenageou Rogério Ceni

O time do Palestra Itália deve usar sua formação titular durante toda a competição, já que, como não disputa a Copa Libertadores, o Estadual é prioridade. A Copa do Brasil só terá início quando o Paulista estiver na 13ª rodada.

Veja ainda: Barcos chega ao Brasil e fará exames médicos nesta sexta-feira

Quando foi campeão em 2008, o Palmeiras disputou a final contra a Ponte Preta com Marcos (Diego Cavalieri); Élder Granja, Gustavo, Henrique e Leandro; Pierre, Martinez, Diego Souza e Valdivia; Kleber (Denílson) e Alex Mineiro (Lenny). O técnico Vanderlei Luxemburgo.

Nesses quatro anos, todos esses jogadores acabaram deixando o Palmeiras (Marcos se aposentou), com apenas Valdivia e Henrique retornando. E eles sabem que a conquista do Estadual será importante se o time quiser ter tranquilidade para trabalhar na sequência da temporada: “Tem que fazer um campeonato bom para esquecer a imagem ruim de 2011”, afirmou o zagueiro.

E mais: Palmeiras perde do Atlético-PR e está fora da Copa SP

Para ficar com a taça, a esperança é que a base mantida e o entrosamento sejam um diferencial, além da evolução física e técnica de alguns jogadores em relação o ano passado. “2011 todo mundo tem que esquecer, agora temos que fazer um ano bom. Eu não mostrei o que sei jogar (desde que voltou ao Palmeiras). Esse ano é ano novo, vida nova, tanto para mim como para o grupo, e temos que trabalhar para fazer um ano bom”, completou Henrique, que ainda revelou saudades de uma arma letal no Paulista 2008: o estádio Palestra Itália, atualmente em processo de reformas e ampliação.

“Faz falta ter a sua casa, onde você sabe que vai jogar, que sempre vai ter a torcida e o campo a ser favor. Dá uma vantagem, já que a gente tem uma grande torcida, que apoia muito”, disse o defensor. Quando foi campeão, o Palmeiras soube usar bem o fator casa para eliminar o São Paulo na semi (vitória por 2 a 0 no Palestra Itália) e para sacramentar o título sobre a Ponte Preta (goleada por 5 a 0). Em 2012, porém, o clube continuará tendo o Pacaembu, estádio da prefeitura, como casa.

Leia tudo sobre: palmeirascampeonato paulista 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG