Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras renova contrato com a Adidas

Time do Palestra Itália consegue vínculo de R$ 80 milhões pelo novo acordo, que vai até o fim de 2014

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O Palmeiras oficializou a renovação de contrato com a Adidas. Em comunicado oficial distribuído nesta quarta-feira, a empresa alemã comemora o novo vínculo, que vai até o fim de 2014. Nenhuma das partes envolvidas no acordo falam em valores, mas, como o iG já havia apurado, o time receberá R$ 80 milhões pelo novo acordo, o que significa ocupar o topo no ranking de patrocínios do Brasil.

O Flamengo, que ocupa a liderança, recebe praticamente a mesma quantia por ano. Independente da posição nacional, o acordo significa um avanço considerável, uma vez que o acordo antigo previa pagamento de R$ 9,2 milhões por ano.

Além disso, o Palmeiras receberá R$ 13 milhões de forma adiantada e pretende usar esse dinheiro para quitar algumas dívidas e até para pagar rescisão de jogadores que não interessam mais a Felipão.

A Adidas, por sua vez, garante novo acordo com o quinto time que mais vende camisas no mundo. Só perde para times da Europa, como Chelsea, Bayern de Munique e Real Madrid. Oficialmente, a marca não se manifesta, apenas comemora.

“Estamos muito honrados em continuar esse relacionamento e em fazer parte da história do Palmeiras. Nosso primeiro ano de parceria foi em 1978 e agora vamos juntos até 2014. Acreditamos na força do Palmeiras e temos certeza que eles também confiam muito em nossos produtos e equipamentos”, afirmou o presidente da Adidas do Brasil, Marcelo Ferreira.

A renovação põe fim à pressão da oposição palmeirense para que o contrato não fosse renovado. Alegando que o acordo precisaria ser aprovado pelo COF (Conselho de Orientação e Fiscalização), Mustafá Contursi e Seraphim del Grande disseram que o acordo não poderia ter sido assinado. Alguns oposicionistas também afirmaram que a Adidas estava querendo aproveitar o centenário palmeirense, em 2014, para fazer dinheiro.

Leia tudo sobre: palmeirasfuteboladidas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG