Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras recebe proposta oficial da Record por direitos de TV

Conselheiros do clube discutem assunto na reunião dessa terça-feira, mas futuro ainda fica em aberto

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

A reunião do COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) do Palmeiras na última terça-feira serviu basicamente para os conselheiros do clube tomarem conhecimento de que Record tem interesse em transmitir as partidas do time no Nacional no ano que vem. A emissora fez uma proposta oficial para a transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2012. Ninguém revela o valor, mas é muito provável que seja em torno de R$ 80 milhões por ano.

Isso porque a Rede Globo pretende pagar R$ 70 milhões anuais para o clube do Palestra Itália em um pacote que teria duração de 2012 até 2015 e ainda incluiria outros tipos de mídia, como internet, pay-per-view e até TV fechada. E o único jeito que faz a Record tentar ganhar a briga é oferecer mais. No Brasileirão 2011, o Palmeiras terá quatro transmissões a mais da Globo do que teve em 2010, enquanto o rival São Paulo terá três a menos.

O detalhe que atrai o Palmeiras a seguir parte dos dissidentes é justamente uma prática muito condenada pela atual gestão em relação à passada: o adiantamento de verbas. A Globo se propôs a pagar já em 2011 a quantia de R$ 20 milhões. Ou seja, o clube receberia essa quantia para ajudar nas dívidas antes mesmo do contrato entrar em vigor.

Até por isso, a Globo, que já fechou com Corinthians, Grêmio, Coritiba, Goiás, Vitória e Cruzeiro, segue como favorita na disputa. Flamengo, Fluminense e Botafogo devem ser os próximos a anunciar acordos.

Já o Palmeiras diz que só fecha com a Globo caso tenha o mesmo nível de valorização de Flamengo e Corinthians. O que corre por fora e não deve pesar na hora da decisão é que a Record também tem um contrato de licenciamento com o clube do Palestra Itália para produção de filmes, especialmente na época do centenário.

AE
Para transmitir os jogos do Palmeiras, Record deve desembolsar cerca de R$ 80 milhões por ano
Oficialmente, a Record não se pronuncia sobre o caso Palmeiras. Em relação ao Corinthians, a emissora de São Paulo se diz surpresa pelo acerto. Quando o assunto é Flamengo, a empresa afirma que mantém a proposta pública de R$ 100 milhões por ano.

Enquanto isso, o São Paulo, o Atlético-MG e Internacional continuam dizendo que ficam no Clube dos 13. Na licitação desse grupo, a Rede TV! foi a vencedora com a proposta de mais de R$ 500 milhões por ano só para a transmissão de TV aberta. O acordo, que teria duração de três anos, só vale se todos os clubes voltarem a se unir.

Arena Palestra volta à pauta semana que vem
O assunto da nova Arena do Palmeiras ficou para a próxima semana. Como já programado, o clube teria uma reunião do COF para aprovação de contas e aproveitará o encontro para cobrar do presidente do clube, Arnaldo Tirone, os documentos que ele receberia de três advogados já na semana passada.

A papelada contará com a análise do que está sendo feito pela WTorre, empresa de engenharia responsável pela obra, dentro do contrato, firmado ainda em gestões passadas. Há uma pressão por parte de um grupo para que o vínculo seja renegociado. Outros, mais radicais, querem a paralisação imediata da obra e até mesmo a mudança de empresa.

Enquanto isso, Arnaldo Tirone já definiu que mudará a empresa que faz a fiscalização das obras em nome do Palmeiras. A Tessler, que até então tinha esse papel, teve seu contrato rescindido e cobra explicações.

Leia tudo sobre: palmeirasrecordclube dos 13

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG