Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras peca nas finalizações e Damião não perdoa: Inter 3 a 0

Time paulista teve o triplo de chutes a gol no Pacaembu, mas quem brilhou de novo foi artilheiro do Inter

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O Palmeiras finalizou muito mais, teve as melhores chances, mas quem levou o jogo no Pacaembu foi o Internacional . Em tarde de gala do artilheiro Leandro Damião, o artilheiro do Brasil no ano marcou três vezes e decretou o placar: 3 a 0.

O time paulista chutou 26 bolas ao gol do Inter, que precisou de apenas nove finalizações para golear fora de casa. Leandro Damião, que chegou a 40 gols no ano, deu três chutes a gol, mais do que suficientes para colocar o Inter com 35 pontos na tabela, na sétima colocação, um ponto acima do Palmeiras, oitavo.

Veja a classificação completa do Campeonato Brasileiro

Agora, o Palmeiras tem uma semana de treinos antes do jogo contra o Avaí, dia 18, em Florianópolis. O atacante Kleber, que cumpriu suspensão contra o Inter, volta ao time. Patrik, por sua vez, está suspenso. Já o Inter, também no próximo domingo, recebe o Coritiba, no Beira-Rio. D'Alessandro recebeu o terceiro cartão amarelo e é desfalque para Dorival Junior.

Os dois times cederam jogadores para o amistoso da seleção brasileira, quarta-feira, contra a Argentina, em Córdoba. Henrique, do Palmeiras, e Leandro Damião, Oscar e Kleber, do Inter, embarcam para a Argentina ainda neste domingo, às 21h45, em Guarulhos.

O jogo
O Palmeiras foi melhor no primeiro tempo, criou mais, esteve bem perto do gol, mas faltou precisão aos seus atacantes nas finalizações. Categoria que não falta ao principal atacante do futebol brasileiro neste ano: Leandro Damião. Assim, com uma oportunidade criada, o Inter foi para o vestiário com a vantagem dada pelo artilheiro.

Leandro Damião mostrou no Pacaembu porque é hoje a principal aposta de Mano Menezes para vestir a camisa 9 da seleção brasileira. Num típico lance de artilheiro, aos 25 minutos, o atacante conduziu a bola no peito, de costas para Henrique. Como um pivô, dentro da área, Damião girou e marcou o primeiro gol da tarde, seu 11º gol no Campeonato Brasileiro.

Luan teve as melhores chances do Palmeiras, mas pecou muito no último toque para o gol. Ele reforçou, assim, o discurso dos torcedores que pegam no seu pé. Aos 35 minutos, após levantamento de Marcos Assunção na área do Inter, a bola sobrou para Luan na pequena área, sem goleiro, e mesmo assim, para a incredulidade de todos os presentes no Pacaembu, o atacante tirou a bola do gol. 

Gabriel Silva, como Luan, também desperdiçou chance clara de dentro da pequena área. Aos 46, cabeceou para fora e o primeiro tempo terminou com vantagem do time gaúcho. O Palmeiras, com Marcos Assunção, em duas cobranças de falta, também assustou Muriel no primeiro tempo. O Internacional teve apenas três finalizações no primeiro tempo e o Palmeiras, 11. Porém, apenas três das tentativas do time paulista foram em direção ao gol.

null

No segundo tempo, o Palmeiras voltou com a mesma presença no ataque. Com posse de bola superior a 60%, o time paulista conduziu todas as ações desde o primeiro minuto da etapa final. Marcos Assunção, aos 10 minutos, arriscou de fora da área e a bola passou rente ao gol de Muriel. Luan, dois minutos depois, chutou por cima. Fernandão chegou a acertar a trave após cruzamento de Cicinho, mas a jogada já estava parada. O atacante estava impedido.

Pelas laterais, Cicinho e Gabriel Silva apresentaram boa alternativa ao ataque palmeirense, mas a bola insistiu em não entrar. O Inter, consistente na defesa, então aproveitou-se da ótima fase do seu artilheiro para nos contra-ataques liquidar o jogo. Aos 37 e aos 46 minutos, em jogadas individuais do artilheiro, o Inter chegou aos 3 a 0. Roberto Frizzo, vice de futebol do Palmeiras, que assistia ao jogo nas tribunas, foi alvo de xingamentos da torcida quando antes do fim do jogo desceu para os vestiários.

FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 0 x 3 INTERNACIONAL
Local:
Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 11 de setembro de 2011, no domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Jr. (MG)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Helberth Costa Andrade (MG).

Cartões Amarelos: Patrik; Gabriel Silva (PAL); D'Alessandro, Sandro Silva, Oscar, Kléber, Muriel (INT)

Renda: R$ 290.971,00

Público: 9.024 pagantes

Gols: Leandro Damião, aos 25 minutos do 1º tempo e aos 37 e aos 46 minutos do 2º tempo

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho (Chico), Henrique, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção e Patrik (Tinga); Luan, Vinícius (Ricardo Bueno) e Fernandão Técnico: Luiz Felipe Scolari

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Sandro Silva (Bolatti), Elton, D'Alessandro (Ilsinho), Andrezinho (Fabrício) e Oscar; Leandro Damião Técnico: Dorival Junior

Coloque a torcida virtual em seu site e ajude seu time

Leia tudo sobre: palmeirasinternacionalbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG