Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras lamenta morte de torcedor e repudia violência

O gerente de futebol César Sampaio foi o único representante do Palmeiras no velório de André Alves Lezo, morto no último domingo

AE |

selo

Reprodução/Facebook
Imagem do palmeirense André Alves, o "Lezo", morto baleado após briga
O gerente de futebol César Sampaio foi o único representante do Palmeiras no velório do torcedor André Alves Lezo, morto no último domingo com um tiro na cabeça , em confronto com parte da torcida do Corinthians antes do clássico disputado no Pacaembu. Em meio ao clima de emoção, o dirigente lamentou a morte e pediu que todos no meio esportivo se posicionem contra a violência.

  Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Em nome da instituição, vim prestar sentimentos à família. Independentemente do resultado esportivo, a maior perda para nós, palmeirenses, foi essa. A gente é contra a violência porque com isso perde todo mundo. Temos que nos posicionar para que isso acabe", declarou, nesta segunda-feira.

Leia mais: Anunciado de madrugada, Wesley será apresentado no Palmeiras na terça

 Sampaio foi uma das poucas pessoas presentes a falar, já que a família da vítima proibiu a entrada da imprensa no Cemitério Parque Jaraguá, em São Paulo, onde o enterro estava marcado para começar às 14h30. Ele contou que conversou com o presidente da Mancha Alviverde - torcida organizada da qual André fazia parte -, Marcos Ferreira, que rechaçou a possibilidade de uma "vingança".

Veja também: Morre palmeirense que foi baleado antes do clássico

 André era irmão de Lucas Lezo, vice-presidente da Mancha, o que poderia aumentar a possibilidade de um novo confronto com corintianos. Mesmo com a ligação da família com a organizada, a vítima foi vestida com um terno e nenhuma referência à torcida foi feita ao longo da cerimônia de velório.

Confira ainda: Valdivia diz que Palmeiras começou o segundo tempo com sono

 No entanto, isto não impediu que muitos integrantes da Mancha Alviverde estivessem no local, vestidos com camisas da torcida. André foi morto em um confronto que envolveu cerca de 500 torcedores dos rivais paulistas na Avenida Inajar de Souza, na Freguesia do Ó, Zona Norte de São Paulo. A polícia ainda investiga se a briga foi previamente marcada pela internet.

Leia tudo sobre: palmeirasbriga de torcidaandré lezo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG