Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras foge de torcida e volta de ônibus para evitar confusão

Após sofrer goleada por 6 a 0, elenco pega ônibus à 1h45 em Curitiba e já estão em São Paulo

iG São Paulo |

Depois do vexame em Curitiba, o Palmeiras resolveu evitar o contato com a torcida no Aeroporto de Congonhas e voltou de ônibus para São Paulo. A delegação começou viagem à 1h45 e já está na capital. Todos os jogadores ganharam folga e devem voltar a treinar ou no sábado ou só na segunda-feira.

Segundo comunicado da Assessoria de imprensa, a mudança do plano foi feita por medidas de segurança e a programação de sábado ainda será definida. A torcida mostrava sinais de revolta, já havia pichado o muro do Palestra Itália e já combinava de lotar o aeroporto para protestas. Na segunda-feira, o time volta a treinar às 15h, na Academia de Futebol.

Após sofrer a goleada por 6 a 0 diante do Coritiba nas quartas-de-final da Copa do Brasil, o time ainda tem jogo marcado para as 21h45 da quarta-feira. Só uma vantagem de sete gols de diferença classifica a equipe de Felipão direto para a semifinal. Repetir o placar, leva o jogo para os pênaltis.

Logo após a goleada, o Palmeiras mostrou reações diferentes. Marcos detonou seus companheiros e disse que faltou vontade a todos. Além disso, afirmou que fará questão de jogar a partida de volta para poder "terminar de enterrar".

Felipão mostrou muito mais calma do que revolta. Nitidamente abatido pelo vexame, o treinador afirmou que já precisa pensar em como recuperar a auto-estima de seus jogadores, além de voltar a afirmar que acredita no potencial do seu time.

Enquanto isso, Arnaldo Tirone disse que manterá Felipão se depender só dele. Sem especificar o que pode não estar nas suas mãos, o presidente do Palmeiras disse que não faz sentido demitir o treinador após uma derrota.

Leia tudo sobre: palmeirascopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG