Diretoria do clube diz que defende conversas para que mudança no Estatuto seja ou não aprovada

selo

A diretoria do Palmeiras se manifestou nesta quarta-feira, por meio de nota publicada em seu site oficial, com relação ao movimento que pede eleições diretas no clube. Em resposta aos recentes protestos da torcida, os dirigentes afirmam que "jamais" foram contrários à proposta de alteração do Estatuto do clube, mas ressaltam a importância do debate para que decisão não seja tomada sem diálogo.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real


No sábado, cerca de 200 torcedores protestaram em frente ao Palestra Itália para reivindicar uma mudança no sistema eleitoral do clube. Com várias faixas pedindo "Diretas já", eles reclamaram do formato do pleito para presidente do clube, no qual 300 conselheiros eleitos pelos sócios têm o direito de escolher o mandatário. 

A manifestação, proposta pelos setores de oposição do clube, se voltou também contra o projeto de criação de um Comitê Gestor, que visa tirar poder do presidente e dar para um grupo de conselheiros eleitos. A proposta partiu do ex-presidente Mustafá Contursi, que foi alvo de gritos e xingamentos dos torcedores no protesto.

Em resposta, a diretoria afirma que "diferente do que tentam propagar alguns associados por meio de manifestações, em nenhum momento qualquer membro da diretoria se posicionou de forma contrária às eleições diretas". De acordo com a nota, a divergência não é relativa ao propósito, mas quanto ao método.

A diretoria ressalta que "há a necessidade de se aprofundar o debate" e reforça sua posição afirmando que "não se mudará 97 anos de história em uma simples reunião de Conselho. Será necessário grande debate e para isso iniciaremos reuniões setoriais". Por fim, o clube afirma que as manifestações "não constroem um panorama favorável e buscam apenas criar confusão e tumulto, pois internamente o assunto vem sendo tratado de forma transparente e democrática".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.