Time paulista tinha acordo apalavrado com instituição financeira desde o fim de abril; acordo durará um ano

O Palmeiras vai estrear neste sábado, diante do Atlético-PR, o patrocínio da BMG na manga da nova camisa. O acordo foi apalavrado no fim de abril , como mostrou o iG , e demorou para entrar em prática para que detalhes finais fossem acertados. O acordo será válido por um ano e amortizará parte não revelada da dívida de R$ 30 milhões que o time tem com a insituição financeira.

A estreia da BMG na manga coincide com a primeira vez em que o time do Palestra Itália vai usar o uniforme apresentado na última terça-feira, com a homenagem à conquista da Copa Rio em 1951 . Depois de alguns testes de cores, ficou decidido que o laranja será adotado.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Boa parte do acordo foi costurado com a ajuda do ex-presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi, e foi selado com apoio total do presidente Arnaldo Tirone, e do vice-financeiro Walter Munhoz, especialmente depois do banco ter colocado o nome do clube no Serasa .

Além do BMG, o Palmeiras terá outros quatro patrocínios na camisa. O time tem a Fiat como patrocinador máster, a Unimed Seguros estampando a barra traseira da camisa, a Skill a barra frontal, e a Tim dentro dos números.

A BMG terá sua marca no site oficial do Palmeiras, em placas publicitárias na Academia de Futebol e também no backdrop. O banco também planeja ações para fazer uma aproximação ao torcedor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.