Tamanho do texto

Time paulista pode até se classificar com derrota, mas prefere buscar uma vitória no Pacaembu

AE
Wellington Paulista está disponível, mas tem poucas chances de começar jogando
O Palmeiras carrega uma vantagem confortável no confronto contra o Santo André. Para carimbar a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, o time do técnico Luiz Felipe Scolari pode até sair de campo derrotado por 1 a 0. Ainda assim, o elenco está convicto que não pode relaxar no compromisso de volta contra o time do ABC Paulista, nesta quinta-feira, às 16 horas, no Pacaembu.

"Nós vamos entrar em campo como se o placar estivesse 0 a 0", decreta o volante Marcos Assunção. "Não vamos entrar pensando na vantagem que conquistamos no jogo de ida", emenda.

A postura cuidadosa tem uma explicação até certo ponto psicológica. No fim do ano passado, o Palmeiras passou por uma situação semelhante contra o Goiás, na Copa Sul-americana. No jogo de ida, venceu fora de casa por 1 a 0. Na volta, a equipe sofreu um verdadeiro apagão e acabou eliminada com o Pacaembu lotado.

O técnico Luiz Felipe Scolari espera que o grupo tenha aprendido a lição que abriu uma grande ferida entre os torcedores. "Aquela eliminação diante do Goiás foi um exemplo. Era uma situação tranquila e perdemos. Precisamos estar preparados, com uma cabeça boa, sabendo que só nós podemos fazer o resultado", avisa.

O Santo André ainda carrega outra semelhança com o 'fantasma' Goiás: recentemente passou por um rebaixamento (no Paulistão). O clube do ABC traz, todavia, alguns perigos, segundo a análise de Marcos Assunção. "Precisamos de cuidado nas bolas paradas. Os zagueiros do nosso rival cabeceiam bem", analisa.

Na escalação palmeirense, Felipão faz mistério. O treinador pode optar por uma formação ofensiva, com o trio Luan, Kleber e Wellington Paulista, ou um meio-campo pegador, com a entrada de João Vitor. A certeza é que Valdívia retorna de contusão, enquanto Patrik e Lincoln estão vetados.

No Santo André, o clima piorou depois do rebaixamento à Série A-2 do Campeonato Paulista. No treino de terça-feira, os meias Chiquinho e Aloísio tiveram uma discussão forte e só não trocaram socos porque foram separados pelos companheiros. A diretoria promete uma punição aos brigões.

Ao técnico Sandro Gaúcho resta a missão de buscar uma surpresa. O esquema do Santo André ainda está indefinido (3-5-2 ou 4-4-2). A principal novidade deve ser a presença de Borebi no ataque titular.

FICHA TÉCNICA: PALMEIRAS x SANTO ANDRÉ

Local: Estádio do Pacaembu
Data: 21 de abril de 2011, quinta-feira
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Carlos Nogueira Junior e Anderson Moraes Coelho (ambos SP)

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Danilo e Rivaldo; Marcos Assunção, Márcio Araújo, Tinga (João Vitor) e Valdívia; Kleber e Luan (Wellington Paulista)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTO ANDRÉ: Neneca; Iran, Anderson, Sandoval e Dênis; Wallax (João Paulo), Magno, Chiquinho (Mário Jara) e Aloísio; Richely e Borebi
Técnico: Sandro Gaúcho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.