Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras empata e enfrenta Guarani nas quartas em Campinas

Vaiado pela torcida neste domingo no Pacaembu, time terminou primeira fase do Paulista na quinta colocação

iG São Paulo |

Contra um time rebaixado, com dois jogadores a mais em quase metade do jogo e sob vaias, o Palmeiras não saiu do empate na última partida da primeira fase do Campeonato Paulista , neste domingo. O time de Luiz Felipe Scolari esteve duas vezes atrás no placar e conseguiu igualar nos minutos finais, em 2 a 2, contra Comercial no Pacaembu. Com o resultado, os palmeirenses ficaram em quinto lugar na fase classificatória e agora enfrentam o Guarani nas quartas de final. O jogo será em Campinas.

Confira os confrontos das quarta de final do Campeonato Paulista

Pouco mais de cinco mil palmeirenses viram o empate em São Paulo. Os torcedores vaiaram os jogadores desde o primeiro tempo, quando o time sofria para chegar ao ataque e já perdia a partida.
No segundo tempo, dois jogadores do Comercial foram expulsos. Somente depois de mais de meio hora jogando com em vantagem numérica, o Palmeiras conseguiu marcar com Fernandão, aos 42 minutos do segundo tempo. Logo depois, o Comercial voltou a ficar à frente no placar, com outro gol de Diogo Acosta.

Futura Press
Felipão viu o Palmeiras jogar mal e ser vaiado pela torcida no Pacaembu


A vergonha palmeirense só foi menor porque Henrique conseguiu empatar nos acréscimos. Depois, o zagueiro ainda marcou outra vez, mas o gol foi anulado pelo árbitro.

VEJA FOTOS DA ÚLTIMA RODADA DO CAMPEONATO PAULISTA

A reação no final, não poupou os palmeirenses da ira dos torcedores, que xingaram e vaiaram o time.

O JOGO

Gazeta Press
Com Barcos em tarde pouco inspirada, o Palmeiras empatou no Pacaembu
Contra um já rebaixado Comercial, o  Palmeiras não conseguiu se impor no início da partida. Ainda que tenha conseguido criar duas chances de gol, com Barcos, aos 10 minutos, e com Marcos Assunção, aos 33, ambos em chutes de fora da área, o time da capital errava passes e deixa o rival jogar.


O Comercial aproveitava os erros e o espaço deixado pelos palmeirenses e chegava ao campo rival em contra-ataques. Foi assim aos 36 minutos, quando o clube de Ribeirão Preto abriu o placar. Em um jogada de velocidade, a bola sobrou para Leandro na ponta direita. O atacante cruzou para Diogo Acosta, que, de primeira, tocou para o gol de Deola.

O “susto” não acordou o Palmeiras que seguiu desconcentrado na partida e falhando em passes. O desempenho pífio no primeiro tempo levou a torcida a vaiar o time na saída do gramado ao final do primeiro tempo.

No intervalo, Felipão mudou a equipe. Fernandão entrou no lugar de Pedro Carmona. A mudança, porém, não teve muito efeito. O Palmeiras continuava com dificuldades para criar jogadas e chegar na área do Comercial.

As coisas só melhoraram para o Palmeiras após duas expulsões seguidas de jogadores rivais. Em jogadas semelhantes, carrinhos violentos, Marcelo Labarthe, aos 3 minutos do segundo tempo, e Leandro Camilo, aos 7, levaram cartão vermelho.

Com dois jogadores a mais, o Palmeiras conseguiu, finalmente, dominar o jogo. O time de Felipão tinha mais posse de bola, se mantinha no campo de ataque, mas não conseguia marcar.

Foi assim até os 42 minutos do segundo tempo, quando Fernandão empatou a partida. Depois, ainda no tempo regulamentar, o Comercial voltou a ficar à frente no placar, após outro gol de Diogo Acosta. Henrique ainda conseguiu empatar o jogo nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 2 COMERCIAL

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 15 de abril de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho
Cartões: Marcos Assunção, Marcelo Labarthe (vermelho), Leandro Camilo (vermelho), Fernandão, Leandro Amaro, Henrique, Leandro, Diogo Acosta, Jeffinho, Henrique Motta, Alex, Marcelo Ferreira

Gols:
Diogo Acosta (das vezes para o Comercial), Fernandão (Palmeiras) e Henrique (Palmeiras)

PALMEIRAS:
Deola; Artur (Tinga), Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Chico, Marcos Assunção, Pedro Carmona (Fernandão) e Daniel Carvalho; Maikon Leite (Vinícius) e Barcos Técnico: Luiz Felipe Scolari

COMERCIAL: Alex; Marcelo Ferreira, Fabão (Marcel), Leandro Camilo e Rafinha (Wellington); Henrique Motta, Marcelo Labarthe, Ricardo Conceição e Jeffinho (Baratella); Leandro e Diego Acosta Técnico: Gil Baiano

Leia tudo sobre: PalmeirasComercialCampeonato Paulista 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG