Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras é melhor sem Valdivia e Kleber juntos

Dupla atuou junta em quatro partidas na atual temporada, com aproveitamento de 66,6% dos pontos

Gazeta |

É unânime no elenco do Palmeiras e até na opinião de Luiz Felipe Scolari que não ter Kleber e Valdivia diminui bastante a qualidade do time. A equipe, entretanto, tem conseguido se virar sem a dupla de astros. Em 2011, sem um dos dois, o aproveitamento do Palmeiras é de 74%. Com ambos, é de 66,6%.

A queda de rendimento se deve principal à má fase que atingiu o time, coincidentemente quando Valdivia retornou. O camisa 10, como de costume, dá mais opções no ataque, prende a bola para atrair a marcação e deixar seus colegas em condições de gol. Mas os companheiros não têm sido eficientes.

Com o chileno, que sempre jogou ao lado de Kleber neste ano, a equipe venceu o Comercial-PI duas vezes, ficou no 0 a 0 com o Mogi Mirim e empatou por 1 a 1 com o São Paulo. Mas o placar foi igualado no Morumbi após Valdivia e Kleber deixarem Adriano livre para marcar.

Lances assim comprovam que a equipe tende a render com a dupla de astros. Só com Kleber, que esteve em 11 das 13 partidas do time na temporada, o time tem sido forte o suficiente para somar pontos contra equipe menos tradicionais. Kleber, porém, atuou sem Valdivia contra o Corinthians e não evitou a única derrota do time no ano.

"O Valdivia e o Kleber fazem bastante falta no ataque. Os dois têm muita qualidade e certo entrosamento, experiência", admitiu Tinga, valorizando-se, no entanto, na busca por bons resultados sem os ídolos. "Teremos jogos como no sábado sem eles. Temos que nos unir eu, o Patrik e o Luan, procurar as jogadas e fazer os gols", recomendou.

Leia tudo sobre: palmeirascampeonato paulista 2011klebervaldivia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG