Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras e Flamengo criam poucas chances de gol e ficam no zero

Marcação predomina em encontro no Pacaembu e empate ajuda Corinthians, cada vez mais à frente

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Palmeiras e Flamengo ficaram no 0 a 0 em um jogo que ficou marcado muito mais pelo ambiente criado, desde o início da manhã, com a possibilidade de Kleber ser vendido do que pela atuação dos times dentro de campo. Ronaldinho Gaúcho mostrou apenas lampejos de craque, o "Gladiador" lutou muito com uma marcação pesada, e Maikon Leite acabou como o melhor jogador da partida, buscando muito o ataque em jogadas de velocidade e ajudando bastante a equipe na marcação.

O empate mantém os dois times no G4, mas mais distantes do líder Corinthians , que venceu o Botafogo por 2 a 0 e chegou aos 28 pontos . O Flamengo é o 3º, com 20 pontos, um a mais do que o 4º colocado, o Palmeiras. A vice-liderança fica com o São Paulo, que soma 21 pontos.

Veja a tabela do Brasileirão

Além da forte marcação, o jogo também marcou o fim da novela que envolvia Kleber e Flamengo. Recuperado de lesão na coxa esquerda, o atacante entrou em campo e completou o 7º jogo com a camisa do Palmeiras neste Brasileiro, o que impossibilita a transferência do atleta para qualquer outro clube brasileiro.  A torcida mostrou que está com um pé atrás com o camisa 30 e gritou pedindo respeito com a camisa palmeirense. Patrícia Amorim e Ronaldinho Gaúcho também foram alvos de vaias.

Dentro de campo, no 1º tempo, o Flamengo começou melhor que o Palmeiras. Criou chance com Thiago Neves, mas depois sucumbiu à marcação adversária. A partir daí o time paulista melhorou muito e dominou os 25 minutos finais de jogo, especialmente com boas jogadas de Maikon Leite.

Na etapa final os times voltaram a esbarrar na forte marcação imposta pelos defensores dos dois lados. O lance que mais fez Marcos trabalhar, por exemplo, foi uma falta de longa distância, batida por Ronaldinho Gaúcho. Felipe se assustou apenas uma vez com um chute desviado de Márcio Araújo.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras joga contra o Fluminense, em Volta Redonda, domingo, às 16h. O Flamengo recebe o Ceará, às 21h de sábado.



O jogo
O primeiro lance de jogo já foi uma dividida forte. Marcos Assunção entrou de carrinho e roubou a bola de Willians de forma limpa segundo a interpretação da arbitragem, mas os flamenguistas reclamaram bastante. Menos de um minuto depois, foi a vez de Renato pegar Cicinho também com entrada dura, mas Vuaden, dessa vez, interpretou como lance faltoso.

O nervosismo e o jogo pegado deram o tom do jogo até os 18 minutos. Thiago Neves, em bela jogada pela direita, fez os defensores do Palmeiras baterem cabeça, deu belo chute e exigiu boa defesa de Marcos, que se esticou para colocar a bola para escanteio. Logo em seguida, Kleber recebeu bola na grande área, sofreu empurrão de Ronaldo Angelim, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

O Palmeiras cresceu bastante no jogo e começou a preocupar a zaga do Flamengo. Aos 29 minutos, Maikon Leite fez boa jogada pela direita, chutou cruzado e só não comemorou por poucos centímentros. A bola foi para escanteio e, na cobrança, Assunção quase fez um gol olímpico. Dois minutos depois, Thiago Heleno encheu a bomba em falta de fora da área e quase abriu placar.

Na etapa final, a tônica da partida continuou a ser a marcação. O Flamengo conseguiu equilibrar um pouco a partida, mas não fez Marcos trabalhar. Felipe também pouco tocou na bola. Felipão tentou mudar o meio de campo tirando Patrik e escalando Tinga, mas pouco adiantou. As melhores chances, mas que nem chegaram a levantar o torcedor, vinham das bolas paradas.

Maikon Leite se esforçava bastante e correu até ficar exausto e ser substituído por Dinei. Corria a lateral inteira, mas errava na hora do drible final. Kleber sofria com a marcação, especialmente de Ronaldo Angelim.

Aos 34 minutos, a melhor chance de gol foi criada dos pés de Ronaldinho Gaúcho com chute de muito longe. Marcos caiu no canto esquerdo para fazer a defesa. E foi só.

AE
Ronaldinho Gaúcho deu algum trabalho, mas não foi decisivo contra o Palmeiras

FICHA TÉCNICA – PALMEIRAS 0 X 0 FLAMENGO

Local:
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Data: 20 de julho de 2011, quarta-feira
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Kleber Lucio Gil (SC)
Público: 33.575 pagantes
Renda: R$ 977.922,00
Cartões amarelos: Ronaldo Angelim, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho (FLA) Luan (PAL)

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho,Thiago Heleno, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik (Tinga); Maikon Leite (Dinei) e Luan; Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Júnior César; Aírton, Willians (Botinelli), Renato e Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves (David); Deivid (Diego Maurício)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Leia tudo sobre: palmeirasflamengobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG