Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras conta com Fifa para ter Martinuccio; Flu também negocia

Presidente e advogado do clube dizem que contrato está feito e que multa precisará ser paga

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O Palmeiras está confiante de que Alejandro Martinuccio chegará ao clube no dia 2 de agosto. A notícia de que o atleta estaria neste momento no Rio de Janeiro para negociar com o Fluminense não preocupa nem o presidente do clube, Arnaldo Tirone, nem mesmo o advogado palmeirense, André Sica. Os dois afirmam que o contrato deixa bem claro que, em caso de desistência por parte do argentino, uma multa de R$ 50 milhões precisará ser paga.

Até mesmo a Fifa já foi notificada pelo Palmeiras. Dirigentes envolvidos na negociação afirmaram que a entidade máxima do futebol já tem o contrato em mãos e os outros clubes interessados também já foram notificados.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

“A gente tem que cobrar e exigir o contrato que temos assinado, já foi registrado na Fifa, notificado os interessados, para não avançar o sinal, porque existe uma multa e o Palmeiras está garantido”, explicou Tirone.

“Nós já enviamos para a Fifa o nosso contrato e já avisamos os outros clubes que têm interesse. Se eu fosse negociar com um jogador e soubesse que ele já tem pré-contrato assinado com outro, eu evitaria esse tipo de negócio”, completou o advogado André Sica.

Fluminense tenta atravessar negociação

O presidente do Peñarol afirmou nesta segunda-feira que o jogador está bem perto de um acerto com o Fluminense. O time uruguaio quer fazer valer os 80% dos direitos federativos que tem do atleta e também a preferência para a renovação do contrato ao término do vínculo, no dia 01 de agosto.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

“Nem notificamos o Fluminense na Fifa porque temos um ótimo relacionamento com o pessoal de lá e achamos que nem precisamos notificar. Mas a regra não muda. Precisaremos receber os R$ 50 milhões. Fizemos um contrato muito completo, com mais de 15 páginas, diferente do caso do Thiago Neves. Naquela época a lei ainda não era clara e por isso teve aquele problema”, explicou Sica.

Apesar de não notificar oficialmente, o advogado do Palmeiras já conversou com alguns dirigentes do Fluminense e tentou explicar que o clube paulista não abrirá mão do contrato já assinado.

Leia tudo sobre: palmeirasmartinucciofluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG