Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palmeiras aciona departamento jurídico para resolver caso de Tinga

Jogador abandonou os treinamentos após polêmica entre o técnico Luiz Felipe Scolaria e seus empresários

Gazeta |

A diretoria do Palmeiras pretende adotar uma posição sobre a situação do meio-campista Tinga no início desta semana. O clube alega que o jogador abandonou os treinos sem justificativa - por não ser escalado nem para o banco de reservas pelo técnico Luiz Felipe Scolari . Assim, o caso foi enviado ao departamento jurídico do clube.

"Todos sabem o que aconteceu, o Tinga não quis mais treinar com o elenco. Nosso departamento jurídico foi acionado e está analisando", avisou Arnaldo Tirone, em entrevista à "Rádio Bandeirantes".

A situação de Tinga expôs uma divergência entre o grupo DIS, dono dos direitos do atleta, e Felipão. Mas Arnaldo Tirone aposta em um discurso conciliador ao comentar a relação palmeirense com os empresários.

"Precisamos sempre ter um entendimento com os nossos parceiros, essa é a postura de um clube grande como o Palmeiras. Às vezes, houve um mal-entendido. Espero que as pessoas reflitam e o próprio atleta possa perceber que errou", disse o presidente alviverde.

Para Felipão, o caso de Tinga deve ser tratado exclusivamente pela diretoria. O treinador avisa que não irá tomar a iniciativa de procurar o jogador para uma conversa pacificadora.

Leia tudo sobre: PalmeirasBrasileirão 2011Tinga

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG