Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Palestra na Fundação Casa emociona Marcos Assunção

Volante chorou ao lembrar do pai, que que ele saía de casa às 3h30 e ainda tinha tempo para filhos

AE |

selo

O volante Marcos Assunção se emocionou e emocionou os jovens da Fundação Casa de Osasco, na Grande São Paulo. Em palestra realizada na manhã desta terça-feira, o jogador do Palmeiras contou um pouco de sua história no futebol e chegou a chorar quando se lembrou do seu pai, falecido em 2004. 

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Natural de Caieiras, também na Grande São Paulo, Marcos Assunção disse que se sente na obrigação de ajudar quem precisa. "É importante o jogador ajudar os adolescentes. Nós temos uma vida privilegiada e temos de ajudar os outros. Reclamar de falta de tempo é balela", afirmou o volante. 

Um dos momentos mais emocionantes da palestra que Marcos Assunção deu ao cerca de 40 jovens foi quando ele se lembrou do pai, seu Valtemir. "Ele acordava às 3h30 para ir trabalhar, fez alguns sacrifícios, trabalhava que nem louco e ainda tinha tempo para brincar com a gente", contou o atleta de 35 anos, o mais velho de quatro irmãos. "Podia até faltar comida em casa, mas minha chuteira estava sempre lá. Meu pai sempre acreditou em mim e, se ele estivesse aqui, estaria muito feliz." 

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

Após a palestra, o volante almoçou na própria Fundação Casa e, depois, seguiria direto para o treino do Palmeiras, marcado para começar às 15 horas, no CT localizado na Barra Funda. O time se prepara para o confronto contra o Vasco, na quinta-feira, no Rio, na estreia da Copa Sul-Americana.

Leia tudo sobre: palmeirasbrasileirão 2011marcos assunção

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG