Seu Arcângelo e dona Elzira destacam que seu filho sempre gostou de futebol e sempre quis ser goleiro

Deola está com uma companhia especial durante esta semana. Senhor Arcângelo e senhora Elzira, seus pais, estão em São Paulo e aproveitaram a sexta-feira para visitar o local em que o filho trabalha diariamente, na Academia de Futebol do Palmeiras . Primeiro, eles ficaram assistindo ao camisa 22 sofrer nas mãos de Carlos Pracidelli, depois, ganharam abraços e tiraram até fotos com Marcos .

Elzira e Arcângelo também contam que Deola sempre mostrou vocação para ser goleiro. O jogador não sabia nem falar direito, mas já gostava de brincar de futebol na posição.

"Desde pequeno, a gente ficava jogava bola para ele defender. Eu jogava dez, 15, ficava cansada, depois ele (Arcângelo) ia lá, jogava mais dez. E a gente falava que estava cansada, mas não adiantava ele sempre pedia só mais uma, só mais uma", disse Elzira.

Naturais de Céu Azul, cidade do interior do Paraná, seu Arcângelo e dona Alzira tentam conversar sempre com o filho por telefone ou pela internet e estão em São Paulo pela primeira vez neste ano.

"Eu até troquei de celular, comprei outra marca, pensando que poderíamos falar direto, mas não adiantou. Eu ainda falei para ele. Eu pensei que a gente ia se falar mais agora, mas continua a mesma coisa!", brincou Elzira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.