Tamanho do texto

Jogador foi afastado após abandonar primeiro treino da equipe baiana na temporada, mas seu pai foi ao Barradão se desculpar

Praticamente descartado pela diretoria do Vitória depois de abandonar o primeiro treino da equipe no ano, dia quatro de janeiro, o volante Ramirez deve voltar ao clube baiano. Isso porque o pai do jogador foi ao Barradão se desculpar pelo filho.

"Pedido de pai é difícil de recusar. Vamos aguardar o retorno de Ramirez e conversar com ele. Não vamos definir nada enquanto ele não se apresentar. Ele continua sendo patrimônio do clube", disse Beto Silveira, diretor de futebol, ao jornal A Tarde .

Ramirez, de 23 anos, surgiu na base do Vitória e foi emprestado ao América-RN em 2009. Ano passado, o jogador esteve no Náutico, clube que queria permanecer para a atual temporada. Ele chegou a acertar as bases salariais com a equipe pernambucana, mas a negociação foi barrada pelo Vitória, fato que irritou o atleta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.