Jogador foi afastado após abandonar primeiro treino da equipe baiana na temporada, mas seu pai foi ao Barradão se desculpar

Praticamente descartado pela diretoria do Vitória depois de abandonar o primeiro treino da equipe no ano, dia quatro de janeiro, o volante Ramirez deve voltar ao clube baiano. Isso porque o pai do jogador foi ao Barradão se desculpar pelo filho.

"Pedido de pai é difícil de recusar. Vamos aguardar o retorno de Ramirez e conversar com ele. Não vamos definir nada enquanto ele não se apresentar. Ele continua sendo patrimônio do clube", disse Beto Silveira, diretor de futebol, ao jornal A Tarde .

Ramirez, de 23 anos, surgiu na base do Vitória e foi emprestado ao América-RN em 2009. Ano passado, o jogador esteve no Náutico, clube que queria permanecer para a atual temporada. Ele chegou a acertar as bases salariais com a equipe pernambucana, mas a negociação foi barrada pelo Vitória, fato que irritou o atleta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.