Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Pai de Neymar diz que queria mais gols do filho na seleção sub 20

"Sempre espero mais dele. Poderia ter feito oito gols em quatro jogos", cobrou ele, que está no Peru

Gazeta |

Principal destaque e artilheiro do Sul-Americano sub 20 com sete gols em quatro jogos, Neymar está convencendo a quase todos com a camisa da seleção brasileira. O pai do atacante do Santos, que também se chama Neymar, parece ser o único que ainda não está satisfeito com o camisa 7.

"Sempre espero mais dele. Poderia ser melhor ainda: oito gols em quatro jogos", cobrou ele, que chegou a Arequipa na noite desta segunda-feira e esteve presente no estádio para ver de perto os dois gols e a assistência do filho na goleada por 5 a 1 sobre o Chile.

Enigmático, "Neymar pai" não quis revelar o motivo, mas prometeu ter uma conversa mais séria com o garoto. "Ele já sabe mais ou menos do que se trata. Mas isso eu vou conversar depois, somente com ele", revelou, ao site oficial da Confederação Brasileira de Futebol.

O jogador, que está prestes a completar 19 anos, se disse acostumado com os conselhos e broncas do pai, mas negou insatisfação. Segundo ele, o tratamento e a proteção que recebe são importantes para sua carreira e só trazem benefícios.

Líder do hexagonal pelo saldo de gols, o Brasil ainda tem quatro jogos até o fim do torneio. Se chegar à marca de 11 gols, Neymar iguala o maior artilheiro em uma só edição da competição: o colombiano Hugo Rodallega, que atingiu o feito em 2005.

Leia tudo sobre: NeymarSul-americano sub-20seleção brasileiragenet

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG