Cheio de jogadores no departamento médico, time não deve ter força máxima contra o Jorge Wilstermann

O meia-atacante Oscar está diante de um de seus maiores desafios pelo Inter . Depois de treinar muito bem nas últimas duas semanas, ele ganhou uma vaga no time titular. Elogiado pelo técnico Celso Roth e pelos companheiros, a expectativa do garoto de 19 anos é não sair mais do time.

"Acho que poderíamos jogar juntos. O D´Alessandro é o nosso camisa 10, um cara fora de série. Se eu tiver a honra de jogar do lado dele ficaria muito feliz", projetou.

Na noite desta quinta-feira, às 19 horas e 30 minutos, o Inter recebe o Ypiranga de Erechim pelo Campeonato Gaúcho. Oscar será titular na vaga de D´Ale, que está machucado. A ideia do garoto é convencer que ele pode jogar ao lado do argentino. Oscar também tem elogio para fazer a outros companheiros.

"O Tinga ajuda bastante porque ele fala mais e me cobra mais. Quando tem um jogador assim fica melhor. Pra mim é uma boa ter ele do lado", disse.

O Inter usará os dois próximos jogos do Gauchão para dar ritmo de jogo ao time. Nesta quinta, contra o Ypiranga, e no domingo, diante do Caxias, fora de casa, Celso Roth colocará os titulares em campo. O time jogará dia 16, na Bolívia, contra o Jorge Wilstermann pela Libertadores.

"Pressão tem em todos os jogos. Queremos vencer todos os jogos. O pensamento é começar com 6 pontos no Gauchão para dar tranquilidade para a Libertadores", comentou Oscar.

Roth ainda tem vários desfalques. Bolívar, Índio, Nei, D´Alessandro e Alecsandro estão no departamento médico. Bolívar e D´Ale são os que mais preocupam e podem desfalcar o time na Bolívia. O time entra em campo nesta quinta com Lauro; Daniel, Rodrigo, Sorondo e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Tinga e Oscar; Zé Roberto e Leandro Damião. Ainda foram relacionados Muriel, Juan, Wilson Matias, Glaydson, Andrezinho, Cavenaghi e Rafael Sóbis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.