Tamanho do texto

Jogadores falam da dificuldade que foi enfrentar o ABC. Fernando Prass não crê em retranca adversária

Hora de virar a chave do Campeonato Carioca e se concentrar somente na Copa do Brasil. Este é o pensamento do Vasco para o compromisso desta quarta-feira. O time recebe o ABC, em São Januário, precisando vencer por diferença de um gol para se classificar. A bola rola às 21h50.

Derrota ou empate acima de um gol dá a vaga ao adversário – no primeiro jogo, em Natal, houve empate por 0 a 0 . Para isso, por mais que a confiança seja o sentimento dos jogadores (o time vem de goleada sobre o Bangu e lidera o Grupo A da Taça Rio com 13 pontos), a partida requer boa dose de cautela.

“Será um jogo totalmente diferente do que estamos acostumados aqui no estadual. É um jogo eliminatório, se estivermos desatentos, perdemos a vaga. Lá, foi uma partida difícil, eles complicaram a nossa vida. Não é um time fácil, não. Espero que nosso torcedor nos apoie como tem feito”, comentou o zagueiro Anderson Martins .

Fernando Prass vai além: para o goleiro, o ABC não virá ao Rio para jogar como um time pequeno. Pelo que observou no jogo de ida, no Frasqueirão, adversário tem jogadores de qualidade e característica ofensiva. O capitão vascaíno alerta que o Vasco terá bastante dificuldade.

“É um time que a gente não conhece muito bem, mas, pelo pouco que vimos lá, eles não vêm para ficar atrás. Não é uma equipe que vai conseguir jogar na retranca o tempo todo. Temos que fazer uma pressão forte neles desde o início. É um jogo diferente do Carioca, entra saldo de gols, e são só 90 minutos para o Vasco vencer ou pôr tudo a perder”, analisou o goleiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.