Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Operários mantêm greve no Maracanã, e Consórcio diz que irá à Justiça

Plano de saúde e aumento na cesa básica foram aprovados. Sindicato será denunciado por dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho

iG São Paulo |

Cezar Loureiro/ Agência O Globo
Obras no Maracanã foram paralisadas após acidente na manhã da última quarta-feira
Nem mesmo os acordos estabelecidos em reunião da última quinta-feira fizeram com que a greve dos funcionários das obras do Maracanã fosse interrompida. O Sitraicp (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada Intermunicipal) decidiu, após assembleia realizada na manhã desta sexta, manter a paralisação, que já dura três dias. Diante do impasse, o Consórcio Maracanã Rio 2014, responsável pela reforma do estádio, anunciou que irá à Justiça contra o Sindicato.

Na reunião de quinta-feira, o Consórcio diz ter concordado, mediante o compromisso de que a greve fosse encerrada ainda nesta sexta-feira, com a implantação de plano de saúde individual para os trabalhadores a partir de 1º de setembro e aumento de 9,2% na cesta básica, passando para R$ 120.

“Contrariando esse protocolo de entendimento, que demonstra a disposição do Consórcio para um acordo, o Sindicato, durante assembleia promovida com os trabalhadores na manhã do dia 19, decidiu pela permanência da paralisação dos trabalhos. Diante dessa posição, só resta ao Consórcio pedir a instauração de dissídio coletivo pelo Tribunal Regional do Trabalho”, diz nota do Maracanã Rio 2014.

A greve foi deflagrada após acidente com o ajudante de produção, Carlos Felipe da Silva Pereira na manhã da última quarta-feira. Ele teve fratura em um dos joelhos ao cortar um tambor metálico que seria usado como vasilhame para coleta seletiva na obra. O Consórcio alega que as condições de segurança do local são regulamentadas pelo Ministério do Trabalho, que se tratou de um incidente isolado e que as causas estão sendo investigadas.

Leia tudo sobre: copa 2014maracanãgreve

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG