Tamanho do texto

Trabalhadores, em greve há 13 dias, protestam contra a alimentação no trabalho e a redução salarial

Na manhã desta terça-feira, os operários responsáveis pela reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014 realizaram uma passeata ao redor do estádio, reivindicando novamente melhores condições de trabalho. Em greve há 13 dias , os trabalhadores, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada Intermunicipal do Rio de Janeiro (Sitraicp), ainda não conseguiram firmar um acordo com o Consórcio Maracanã Rio 2014.

Expondo cartazes, bandeiras e faixas, os operários e adeptos à manifestação pacífica mais uma vez reforçaram suas solicitações ao consórcio responsável pelas obras. De acordo com um dos grevistas, o consórcio não fornece aos empregados condições ideais de trabalho em uma obra de grandes proporções.

Uma das principais reivindicações está ligada à alimentação. Segundo os grevistas, a comida fornecida pelo consórcio estava estragada. Outro fator de motivação à greve é a suposta redução do salário dos trabalhadores.

O Sitraicp já enviou provas ao Ministério Público para análise das reivindicações. A decisão deve sair nos próximos dias. Já o Consórcio Maracanã Rio 2014 não concorda com as exigências impostas pelos grevistas e a paralisação nas obras segue mantida.

Passeata de grevistas no Maracanã
AE
Passeata de grevistas no Maracanã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.