Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Operários em estádio da Bahia iniciam greve e seguem pernambucanos

Cidades de Salvador e Recife, candidatas a receber jogos da Copa das Confederações em 2013, têm obras dos estádios paralisadas

Reuters |

Divulgação
Fonte Nova foi demolida e novo estádio terá capacidade para 55 mil torcedores
A exatos 500 dias do início da Copa das Confederações, as arenas de Salvador e Recife, candidatas a receber jogos da competição em junho de 2013, são atingidas por greves de operários e colocam em risco sua participação no torneio que será um teste para a Copa do Mundo de 2014.

Leia mais: Greve em Pernambuco tem até briga com PM

A greve na capital da Bahia começou na manhã desta terça-feira. Os trabalhadores do consórcio responsável pela construção da Arena Fonte Nova realizaram uma manifestação em frente ao canteiro de obras. O Sindicato da Construção Civil Pesada (Sintepav) disse que os trabalhadores reclamam de descontos indevidos nos salários e desvios de funções e que seus dirigentes estão em negociação com o consórcio responsável pelas obras, liderado pela Odebrecht.

A direção do consórcio informou em nota que "reafirma o compromisso de respeito aos direitos dos seus colaboradores, permanecendo aberta ao diálogo". Em Pernambuco, a greve dura uma semana e o consórcio entrou com solicitação de ilegalidade no Tribunal Regional do Trabalho. O pedido será julgado na quinta-feira.

"A paralisação, considerada ilegítima pelo Consórcio Arena Pernambuco, vem comprometendo o cronograma de obras desde a última quarta-feira", disse o consórcio em nota.

Os operários reivindicam, principalmente, aumento salarial e cesta básica, mas o consórcio, também comandado pela Odebrecht, argumenta que um acordo coletivo foi assinado em agosto passado e que somente depois de um ano é que haverá novas negociações.

"Neste acordo, foram definidos em consenso os valores de salário, cesta básica e outros benefícios que vêm sendo atendidos integralmente", afirmou a empresa, acrescentando que a equipe dirigente da obra reuniu-se com lideranças do movimento grevista no início da semana em busca do restabelecimento das atividades e não houve sucesso.

Bahia e Pernambuco estão sujeitas à aprovação final da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) para participarem da Copa das Confederações. O anúncio final da tabela de jogos do torneio e das sedes será em junho. Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Fortaleza estão confirmadas. Em janeiro, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, elogiou o andamento das obras de Fortaleza (CE) e Salvador. A Copa das Confederações começa no dia 15 de junho de 2013 em Brasília, com as duas semifinais em Belo Horizonte e Fortaleza e a decisão do título no Maracanã, no Rio.

Esses não são os primeiros casos de greves em estádios para o Mundial de 2014. Os trabalhadores dos estádios de Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro também já fizeram paralisações.

 

Leia tudo sobre: Copa 2014PernambucoSalvador

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG