Tamanho do texto

Construtora OAS precisa, agora, derrubar embargo do Ministério do Trabalho

Divulgação
Obra da Arena do Grêmio começou em setembro de 2010
O primeiro passo para a retomada das obras da Arena do Grêmio foi dado nesta quarta-feira. Em assembléia geral, os operários aceitaram a proposta da construtora OAS e decidiram encerrar a greve iniciada em 24 de fevereiro. Falta, agora, a empresa derrubar o embargo do Ministério do Trabalho.

Nesta quinta-feira, uma vistoria da Seção de Saúde e Segurança do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio Grande do Sul está prevista na obra, no Bairro Humaitá, em Porto Alegre. A tendência é que a construção seja liberada nos próximos dias.

Isto porque a OAS atendeu às exigências das autoridades em melhorar as condições de trabalho dos seus funcionários. Segundo a Grêmio Empreendimentos, empresa que gerencia a Arena, o cronograma das obras não foi afetado. A previsão de concluir o estádio continua sendo o final de 2012.